Cervejarias Ciganas: você sabe o que são?

❤ Por Marias Bonitas

Olá pessoal! Querendo aproveitar que as Cervejarias Armorial e Iscuma Dog estarão presentes no Que Malte Pergunte 2018…

cervejarias_post6.png

…trouxemos um assunto que trás muitas dúvidas entre os cervejeiros que sonham em ter própria cervejaria: “O que é uma cervejaria cigana?”.

É bom deixar claro que nada tem a ver com esse tipo de cigano! rs

Uma cervejaria cigana é um modelo de negócio bom para quem é cervejaria incubadora (aquela que recebe outras empresas em sua infraestrutura) e excelente para quem quer abrir a sua cervejaria sem grandes investimentos em infraestrutura (as empresas ciganos) e quer dedicar todo seu planejamento financeiro no produto final, a nossa boa e velha cerveja.

A expressão “cigano” quer fazer referência ao povo que é livre territorialmente (nômades), traduzindo isso para as cervejarias, são cervejarias que tanto faz estar em uma cervejaria quanto em outra. Mas vamos explicar isso melhor!

Fonte: Braumeister Brasil

Imagine uma microcervejaria que tem 2 tanques fermentadores. Logo, para encher todos, teoricamente (pois isso depende do tamanho da panela), essa cervejaria só utilizaria a parte quente do seu equipamento por 2x no mês. O restante dos outros dias, a parte quente estaria parada, e a parte fria em uso por 15 a 21 dias (ou mais a depender do estilo de cerveja). Isso significa tempo ocioso de equipamento que poderia estar sendo utilizado de forma rentável pela cervejaria incubadora. Concorda?

Então se eu sou um cervejeiro cigano existem várias formas de diminuir os custos fixos de uma cervejaria completa. Vejamos alguns tipos de acordos que podem ser feitos.

Quanto a compra/uso dos fermentadores:

  • Comprar um tanque fermentador e colocar na fábrica.
  • Usar os tanques da cervejaria incubadora.

Quanto a elaboração de receitas/produção:

  • O cigano pode elaborar a própria receita ou apenas sugerir o que quer de perfil sensorial e a cervejaria incubadora se encarrega de preparar a receita para que fique de acordo.
  • O cigano pode acompanhar a produção ou pode ele mesmo utilizar os equipamentos e fazer a sua própria cerveja.

Quanto a compra de materiais:

  • O cigano pode comprar seus próprios insumos, ou pode comprar coletivamente com todos os ciganos da fábrica, incluindo a cervejaria incubadora.
  • A cervejaria incubadora se encarrega da compra de insumos e isto já está calculado na planilha financeira para precificação final do produto acabado.

Entre outros acordos! O céu é o limite (ou o investimento rs)!

A Cervejaria Armorial é uma cervejaria Cigana e tem residencia na fábrica da Cervejaria Capunga (Igarassu-PE). Os seus rótulos mais conhecidos são: Blonde Ale (Galega) e Session IPA (Pirraia), porém agora, dia 05 de janeiro, estarão lançando mais um rótulo, a American IPA (Gringa).

Já a Cervejaria Iscuma Dog é a nova cigana no cenário pernambucano. Acabou de desenvolver seu primeiro lote de cervejas, produzidos na Cervejaria Patt Lou (Vitória de Santo Antão-PE) e lançará seu primeiro rótulo no “Que Malte Pergunte… tem cerveja gringa aí?”

Ambas cervejarias estarão presentes no evento mais esperado do ano! Então para conferir essas novidades, compra rapidão teu ingresso e vem se deliciar em 1000L de cervejas em modo OPEN BAR, com a chopeira aberta para o auto-serviço. É uma experiência única! Para compra de ingresso, clique aqui.

Beijos lupulados!

Escola Inglesa ou Americana? Escolha um lado no Que Malte Pergunte 2018.

Por Instituto Ceres

O evento cervejeiro mais aguardado do ano tá chegando: O Que Malte Pergunte! Esse ano a escolha do tema do QMTP foi bem especial e desafiadora. Duas escolas cervejeiras polêmicas e cheias de encanto: as escolas AMERICANA E INGLESA.

Mas tem gente que deve estar se perguntando: mas o que é uma escola cervejeira? Não estamos falando aqui de instituições de ensino, mas da maneira como esses países ou regiões produzem sua cerveja. Seja pelas técnicas utilizadas, matérias-primas ou pelo DNA que deixam marcado em seus estilos.

ESCOLA INGLESA

Big Ben, a cabine clássica inglesa e o ônibus duplo em Londres

De um lado do ringue temos a Escola Inglesa, que abrange também a Escócia e a Irlanda. Tradicionais e orgulhosos de sua Ale, “Real Ale”. Uma das características das ”Real Ale” é a baixa carbonatação. Sim, a cerveja não está “choca”, realmente é menos carbonatada. Cheia de personalidade.

Sabia que por volta de 1530 até 1552 o uso do lúpulo era proibido por lá?

Alegava-se que ele tirava o caráter do malte torrado, descaracterizando assim, a ale. Ao contrário do que muitos pensam, a IPA (India Pale Ale) não é um estilo originalmente americano (muito menos indiano), e sim um estilo Inglês! Apesar das duas escolas adotarem o estilo, elas têm o perfil sensorial bem diferente. As inglesas com uma base maltada bem marcante, o lúpulo com caráter terroso e herbal, bem diferente da citricidade americana.

ESCOLA AMERICANA

Bandeira americana

Do outro lado do ringue temos os americanos. Uma escola conhecida pelos extremos.Há quem diga que seus estilos são apenas releituras de estilos existentes com uma pitada de exagero. Mas a escola americana é mais que isso. Ousadia, novas tecnologias e técnicas de utilização das matérias-primas, principalmente o lúpulo.

E nós brasileiros temos muito em comum com eles…

Quando se fala em cerveja americana, normalmente a primeira lembrança que vem à cabeça são as cervejas mais leves e claras, as american lager tão disseminadas mundo afora. O que nem todo mundo sabe é a origem dessas cervejas. Após 13 anos de lei seca nos Estados Unidos e crise econômica, foram introduzidos os adjuntos de uma maneira mais contundente, principalmente arroz e derivados de milho. Fonte de carboidrato, eles são utilizados na cerveja desde os primórdios, mas dessa vez, muito mais com o caráter de redução de custos e para proporcionar mais leveza para um público que, em sua maioria, não tinha a cultura de tomar cerveja. Anos depois, houve um “boom” de cervejarias artesanais e o mercado americano é um dos que mais crescem. Hoje com mais de 5.000 microcervejarias, ditam tendências de consumo e produção de cerveja.

MAS E VOCÊ? DE QUE LADO DO RINGUE ESTÁ?

No dia 6 de janeiro teremos exemplares das duas escolas na disputa. Um open bar com cervejas artesanais. Eu não perderia o QTPM se fosse você. Para compra dos ingressos, clique aqui.

E no dia 20 de janeiro, o Instituto Ceres promove um WORKSHOP DE INTRODUÇÃO AO UNIVERSO CERVEJEIRO, abordando a histórias dessas e das outras escolas cervejeiras, ainda com degustação de 8 rótulos sensacionais.

Não conhece ainda o Instituto Ceres? Para saber mais: www.sympla.com.br/institutoceres

Escola inglesa x Escola Americana: de que lado você está?

❤ Por Marias Bonitas

Olá Cervejeiras(os)!  O Que Malte Pergunte este ano é sobre essas duas escolas cervejeiras que fazem sucesso nos pubs, bares, brewpubs, cervejarias, restaurantes, enfim… no seu copo/taça.

Que tal adicionar madeiras, frutas, especiarias, flores, chás, cafés, para incrementar ainda mais essas belezinhas?

E como vocês sabem desde a edição passada, as verdadeiras estrelas da festa são os(as) cervejeiros(as) caseiros(as) e as cervejarias com as suas cervejas temáticas. O regulamento segue basicamente o mesmo que foi acordado na edição Tem Limão Aí: mínimo de 20 litros  e máximo de 50 litros por estilo para troca de ingresso pra festa. Vide regulamento e ficha de inscrição (data limite: 12/12/2017).

Sendo assim, para dar aquela facilitada na busca por inspirações para o evento, fizemos uma listinha misturando estilos do BJCP 2015 e do BA 2017. Então confere aí:

Conhecida pela ênfase nos aromas e sabores maltados e lúpulos terrosos, florais e herbais, a escola inglesa encanta dos mais leigos aos mais experientes.

  • British Bitter: Ordinary Bitter, Best Bitter ou Special Bitter, Extra Special Bitter, Strong Bitter.
  • Pale Commonwealth Beer: British Golden Ale, Australian Sparkling Ale, English IPA.
  • Brown British Beer: Dark Mild, British Brown Ale, English Porter, Baltic Porter, Robust Porter.
  • Scottish Ale: Scottish Light, Scottish Heavy, Scottish Export.
  • Irish Beer: Irish Red Ale, Irish Stout, Irish Extra Stout, Sweet Stout ou Cream Stout.
  • Dark British Beer: Sweet Stout, Oatmeal Stout, Tropical Stout, Foreign Extra Stout, Dry Stout.
  • Strong British Ale: Old Ale, Wee Heavy, English Barleywine, Britsh-Style Imperial Stout, Export-Style Stout.
  • IPA: English IPA, Specialty IPA (Black IPA, Brown IPA, Red IPA, Rye IPA , White IPA).
  • Outras: English-Style Summer Ale, English-Style Pale Mild Ale, English-Style Dark Mild Ale, English Wood Beer.

Esta é a escola conhecida pelos seus radicalismos e pelos seus lúpulos cítricos. Com ênfase no “exagero”, a escola americana faz, literalmente, a cabeça dos hop heads, como gostam de ser chamados os amantes de lúpulos. Mas nem só de lúpulo vive a escola americana, hein. Dá uma olhada na listinha aí abaixo:

Standard American Beer: American Light Lager, American Lager, American Amber Lager, American Amber Light Lager, American-Style Pilsener, American-Style Ice Lager, American-Style Malt Liquor, Cream Ale, American-Style Marzen/Oktoberfest, American Style Dark Lager
Pale American Ale: Golden ou Blonde Ale, American Pale Ale
Amber And Brown American Beer: American Amber Ale, California Common, American Brown Ale
Strong American Ale: Double IPA, American Strong Ale, American Barleywine, Wheat wine ale, Imperial IPA, Double Red Ale, Imperial Red Ale
American Wild Ale: Brett Beer, Mixed-Fermentation Sour Beer, Wild Specialty Beer, American-Style Sour Ale.
Outras: American IPA, American Black Ale, American Stout, American Imperial Stout, Smoke Porter, American Wheat Beer, Pumpkin Spice Beer, American Wood Beer.

E aí? Quem você vai defender? De que lado você estará no dia 06 de janeiro? Que comecem as brassagens!

Começa a venda de ingressos para o Que Malte Pergunte… tem cerveja gringa aí?

❤ Por Marias Bonitas

Olá Cervejeiras(os)!

Hoje daremos início a venda de ingressos para o grande evento de 2018: Que Malte Pergunte… tem cerveja gringa aí?. O evento acontecerá dia 06 de janeiro de 2018, no Jardim Aurora e os ingressos estão à venda no Sympla.

Jardim Aurora

INTERESSADO EM APOIAR NOSSO EVENTO?

Envie um email para mariabonitabeer@gmail.com até o dia 19 de dezembro, e te enviaremos um projeto super simpático para você saber como nos apoiar. Será um prazer ter a sua marca em nosso evento!

CuriosoS pra saber como foi nosso evento anterior?

Na edição “tem limão aí?” a proposta foi aproveitar o dia ensolarado de verão e apresentar variados estilos de cerveja com caráter cítrico e refrescante para harmonizar com o verão. Confere AQUI.  Também temos uma galeria de fotos do QMTP deste ano.
Ansiosos?
Beijos lupulados!