Let’s rock com Caatinga Rocks no QMTP!

Por Clarice Concê

A gente pode até crescer sozinho, mas juntos somos muito mais fortes. Por isso é bom que é danado ver o movimento cervejeiro artesanal dando seus frutos em outros estados do Nordeste. E aí a gente só pode ficar com os olhinhos brilhando por receber uma cervejaria arretada do nosso vizinho Alagoas para enriquecer ainda mais nossa festa.

História

Lançada em fevereiro de 2017, a genuinamente alagoana Caatinga Rocks nasceu das panelas dos irmãos Marcus e Rafael Leal, que uniram a expertise administrativa de um com muito estudo cervejeiro de outro para transformar a paixão em um negócio.

A Caatinga Rocks possui quatro rótulos para lá de irreverentes que retratam bem a mistura do DNA nordestino com a revolução artesanal que acontece ao redor do mundo. O primeiro lançamento da cervejaria é uma Extra Special Bitter que na versão Caatinga Rocks virou a English Serelepe Brasileira, uma ESB com perfil balanceado, premiada com o ouro na categoria English Ales da I Copa da Cerveja POA e eleita cerveja do ano no mesmo campeonato. É para ficarmos todas serelepes com esse prêmio!

Para completar o time ainda temos a Pura Vida Surf Ale, uma cerveja é leve, refrescante e feita com casca de laranja orgânica; a Cangaço Kingdown, uma Double IPA com bastante aroma e sabor de lúpulo nobres americanos; e a Zumbi Republic, uma Imperial Stout mais tropical, com cacau, hortelã e coco queimado.

Foto: Alzir Lima para Stylife.com.br

É ou não é para ficar animada com as cervejarias que estão marcando presença no QMTP?! E tu tá esperando o quê para fazer parte dessa festa? Quer garantir seu ingresso ? O QMTP é hoje, mas ainda dá tempo. Então clica aqui e não fica de fora da festa mais esperada do ano, no calendário cervejeiro de Pernambuco.

Session Rye IPA da Capunga no QMTP 2018

Por Marias Bonitas

Contar a história desse novo movimento da Cerveja Artesanal de Pernambuco, sem falar da Capunga é uma heresia!E é por esta importância nesse cenário que convidamos a Capunga a participar do Que Malte Pergunte 2018.

15.png

A Capunga Craft Beer é uma cervejaria artesanal localizada em Pernambuco que atualmente contam com a expertise do nosso querido “Mestre Mozir” para produzir o líquido sagrado. As receitas deles são desenvolvidas com carinho e personalidadeempenho para proporcionar ao nosso consumidor uma experiência que envolve drinkability e boas conversas.

A história

Jovens cervejeiros de panela e apreciadores de boas cervejas, se juntaram para fundar a Cervejaria Capunga em 2015. Edgar e Victor começaram a fazer cerveja em casa em meados de 2013, e sempre tiveram o sonho de ter sua própria cervejaria, quando conheceram Dante e Bruno, que já tinham uma fábrica que produzia chopp pilsen, formaram uma nova sociedade e lançaram a primeira cerveja, um chopp lager em maio de 2015.

Edgar e Victor escolheram o nome Capunga para homenagear a região do Recife onde viveram praticamente toda a vida. Pouco tempo depois, ao ler o livro “A Capunga, crônica de um bairro recifense”, do autor Professor José Antônio Gonçalves de Melo, descobriram que foi na região da Capunga que surgiu a primeira cervejaria de todas as américas, em 1640, fundada por Maurício de Nassau, e comandada pelo cervejeiro holandês Dirc Dicx.

Estilos

A Cervejaria Capunga já conta com mais de 6 estilos (considerando as colaborativas com bares de Recife). Sendo as mais comentadas:
  • American Premium Lager
  • American Pale Ale – APA
  • India Pale Ale – IPA (Cumade Florzinha)
  • Double IPA (Bala de Prata)
  • Capunga Praia
  • Umbucenteio
  • Brown IPA

A Session Rye IPA da Capunga  (5,0%) estará presente no “Que Malte Pergunte… tem cerveja gringa aí?” e você não pode perder.  Quer garantir seu ingresso ? O QMTP é hoje, mas ainda dá tempo. Então clica aqui e não fica de fora da festa mais esperada do ano, no calendário cervejeiro de Pernambuco.

Cervejarias Ciganas: você sabe o que são?

❤ Por Marias Bonitas

Olá pessoal! Querendo aproveitar que as Cervejarias Armorial e Iscuma Dog estarão presentes no Que Malte Pergunte 2018…

cervejarias_post6.png

…trouxemos um assunto que trás muitas dúvidas entre os cervejeiros que sonham em ter própria cervejaria: “O que é uma cervejaria cigana?”.

É bom deixar claro que nada tem a ver com esse tipo de cigano! rs

Uma cervejaria cigana é um modelo de negócio bom para quem é cervejaria incubadora (aquela que recebe outras empresas em sua infraestrutura) e excelente para quem quer abrir a sua cervejaria sem grandes investimentos em infraestrutura (as empresas ciganos) e quer dedicar todo seu planejamento financeiro no produto final, a nossa boa e velha cerveja.

A expressão “cigano” quer fazer referência ao povo que é livre territorialmente (nômades), traduzindo isso para as cervejarias, são cervejarias que tanto faz estar em uma cervejaria quanto em outra. Mas vamos explicar isso melhor!

Fonte: Braumeister Brasil

Imagine uma microcervejaria que tem 2 tanques fermentadores. Logo, para encher todos, teoricamente (pois isso depende do tamanho da panela), essa cervejaria só utilizaria a parte quente do seu equipamento por 2x no mês. O restante dos outros dias, a parte quente estaria parada, e a parte fria em uso por 15 a 21 dias (ou mais a depender do estilo de cerveja). Isso significa tempo ocioso de equipamento que poderia estar sendo utilizado de forma rentável pela cervejaria incubadora. Concorda?

Então se eu sou um cervejeiro cigano existem várias formas de diminuir os custos fixos de uma cervejaria completa. Vejamos alguns tipos de acordos que podem ser feitos.

Quanto a compra/uso dos fermentadores:

  • Comprar um tanque fermentador e colocar na fábrica.
  • Usar os tanques da cervejaria incubadora.

Quanto a elaboração de receitas/produção:

  • O cigano pode elaborar a própria receita ou apenas sugerir o que quer de perfil sensorial e a cervejaria incubadora se encarrega de preparar a receita para que fique de acordo.
  • O cigano pode acompanhar a produção ou pode ele mesmo utilizar os equipamentos e fazer a sua própria cerveja.

Quanto a compra de materiais:

  • O cigano pode comprar seus próprios insumos, ou pode comprar coletivamente com todos os ciganos da fábrica, incluindo a cervejaria incubadora.
  • A cervejaria incubadora se encarrega da compra de insumos e isto já está calculado na planilha financeira para precificação final do produto acabado.

Entre outros acordos! O céu é o limite (ou o investimento rs)!

A Cervejaria Armorial é uma cervejaria Cigana e tem residencia na fábrica da Cervejaria Capunga (Igarassu-PE). Os seus rótulos mais conhecidos são: Blonde Ale (Galega) e Session IPA (Pirraia), porém agora, dia 05 de janeiro, estarão lançando mais um rótulo, a American IPA (Gringa).

Já a Cervejaria Iscuma Dog é a nova cigana no cenário pernambucano. Acabou de desenvolver seu primeiro lote de cervejas, produzidos na Cervejaria Patt Lou (Vitória de Santo Antão-PE) e lançará seu primeiro rótulo no “Que Malte Pergunte… tem cerveja gringa aí?”

Ambas cervejarias estarão presentes no evento mais esperado do ano! Então para conferir essas novidades, compra rapidão teu ingresso e vem se deliciar em 1000L de cervejas em modo OPEN BAR, com a chopeira aberta para o auto-serviço. É uma experiência única! Para compra de ingresso, clique aqui.

Beijos lupulados!

Cervejaria Perro Libre no Que Malte Pergunte 2018

❤ Por Marias Bonitas

É com muito orgulho que apresentamos a primeira cervejaria que aceitou participar (e com entusiasmo) do “Que Malte Pergunte… tem cerveja gringa aí?”! Sim meus amigos e minhas amigas, estamos hablando da Perro Libre (Porto Alegre-RS)! o/

Uma cervejaria que se intitula “sem coleiras” e que começou em 2011 nas panelas de casa como muitos(as) de nós. E como caseiros criativos, o objetivo era explorar ao máximo os limites da arte de produzir cerveja. Em 2012 o que era a contemplação da arte passou a ser ciência para a Perro e o Thiago foi se profissionalizar na Inglaterra!

mg_3900_pb-855x570.jpg
Thiago, Lucas e Alberto (da esquerda para a direita) no primeiro dia de produção da Perro Libre.​ Fonte: https://goo.gl/B5ZWj7

Em 2015 a Perro já produzia 1.000 litros por mês e até o final deste mesmo ano, já passavam da marca de 3.000 litros. Esse mesmo ano foi muito representativo para nós da Maria Bonita Beer, pois foi o ano de lançamento da 803, aquela cerveja tão marcante e importante para o cenário cervejeiro. A 803 é uma linda homenagem ao Dia Internacional da Mulher (8/03), e sim, a cerveja é porreta: uma Black Rye IPA, sem precedentes de tão boa! Um orgulho!

E daí por diante a Perro libre só tem nos surpreendido com seus rótulos livres e desimpedidos de amarras.

Perro Tap Room | Fonte: Cristiano Bauce Fotografia de Arquitetura

Confere só alguns sucessos:

  • Cervejas fixas: Neo Pils Hop Blend, American Pale Lager, Session IPL, American Pale Ale e India Pale Ale).
  • Cervejas sazonais: Sorachi Berliner e a 803.
  • Edições limitadas: Galaxi Juicy Tart, Solo Citra Double, Solo Simcoe Double IPA, Powder & Resinate DIPA e SWC Double IPA.
  • Cervejas Colaborativas: Juicer Than Ever (EverBrew) e a Braskadi (feita na Espanha, em colaboração com a Laugar Brewery).

E aí? Animados? Estamos a todo vapor para entregarmos uma festa memorável a vocês!

Para compra de ingresso, clique aqui: https://goo.gl/MNDHWn

E para conferir a batalha de cervejeiros caseiros, acesse nosso instagram: @mariabonitabeer

Besos lupulados e hasta luego!

4 lugares para sua confraternização cervejeira

❤ Por Clarice Concê

O fim do ano chegou e com ele as inevitáveis confraternizações, com amigos, colegas de trabalho ou mesmo família, a ordem do mês é reunir as pessoas queridas. Seja para celebrar os frutos colhidos ao longo dos últimos doze meses, seja para agradecer ter sobrevivido a eles, a verdade é que um brinde cai muito bem. E nada como brindar com uma bela cerveja artesanal, em algum dos melhores bares da cidade.

Cervejaria Laborada

Um dos novos points da Zona Norte, a Laborada é um brew descontraído, para você tomar uma cerveja do ladinho de onde ela é feita. Além das 8 torneiras de chope da casa e de cervejarias convidadas, a Laborada traz uma pequena carta de cervejas. Além disso, o cardápio de pratos é enxuto e delicioso.

Rua do Espinheiro, 533 – Espinheiro
(81)33142627


Apolo Beer Cafe

No coração da cidade, referência de cerveja artesanal, a casa é uma boa pedida para aquele encontrinho na hora do almoço ou um happy hour logo após o trabalho. O Apolo está com um menu especial de fim de ano que vai harmonizar direitinho com as melhores cervejas da cidade.

Rua do Apolo, 164 – Recife Antigo
(81) 3088-8091

 Beerdock

Com duas unidades, uma na Madalena e outra em Boa Viagem, o Beerdock traz uma seleção incrível de chopes e cervejas para satisfazer os paladares mais exigentes. O ambiente é climatizado e em alguns dias da semana rola música ao vivo.

Rua Desembargador Luís Salazar, 98 – Madalena
(81) 3236-2423

Rua Maria Carolina, 273 – Boa Viagem
(81) 3204-4866

Capitão Taberna

Um clássico da cidade, o querido CT é super aconchegante e a galera faz todo mundo se sentir em casa. Pense num lugar bacana para beber e conversar sobre cerveja! Além de ser uma boa opção para confraternizações, é um bom lugar para comprar um presentinho especial para aquela sua amiga cervejeira.

Rua João Tude de Melo, 77 lj 27 – Parnamirim
(81)32048668

Espero que gostem das sugestões.
Se forem beber, nos chamem!

Bjs lupulados natalinos.

 

 

 

Hoptoberfest 2017 – Ganhamos mais um prêmio!

❤ Por Marias Bonitas

Chris, Fernanda Ueno (simpatia em pessoa), Rodrigo e Lucy | Foto: João Castelo Branco

Panorama

Minha gente, o que foi essa Hoptoberfest 2017? Que lugar maravilhoso! Nunca vimos tanta gente linda compartilhando o mesmo objetivo: conhecer as cervejas dos(as) cervejeiros(as) caseiros(as) Pernambucanos (e artesanais brasileiras, pois tivemos cervejas de fora do estado).

Foto: João Castelo Branco
Foto: João Castelo Branco

O local da festa era amplo, aberto, arejado! As chopeiras estavam bem distribuídas, mas as filas eram inevitáveis, porém até que passava rápido com a conversa! 2000L de cerveja brasileira! ❤

Foto: João Castelo Branco
Foto: João Castelo Branco
Foto: João Castelo Branco
Foto: João Castelo Branco
Foto: João Castelo Branco
A querida cerveja Paulistense de Márcia e Beth!

COMIDAS

Como opção de comida, tivemos a nossa parceira do QMTP, a Kwai Burguer!

Foto: João Castelo Branco

MÚSICA

Foram 3 atrações musicais: Xote Marley, Coff e DJ da Lata, que colocaram todo mundo pra balançar o esqueleto entre uma cerveja e outra. 🙂

Foto: João Castelo Branco

CONCURSO

A grande atração da festa foi o concurso anual da ACERVA-PE! Esse ano o desafio era produzir German Pils, Belgian Dubbel, Berliner Weiss e Catharina Sour!

.
Todo mundo ansioso pra saber os campeões e no rufar dos tambores….

.
Isoladamente em todos os prêmios tivemos uma Maria Bonita:

  • Flávia Marques (a grande campeã da noite, juntamente com seu marido Vitor, levaram todos os primeiros lugares, SIM! em todos os estilos avaliados;
  • Lucy Cavalcante e Christophe, ficaram com o segundo lugar no estilo Belgian Dubbel;
  • Juliana Cavalcanti, da nossa querida Villa do Malte, ficou com terceiro lugar no estilo Belgian Dubbel.

*Se liga na barra lateral do blog, que já tem medalha nova! ❤

Não faltou prêmio nessa foto. | Foto: João Castelo Branco
O casal Harmonic ganhou o primeiro lugar em TODAS as categorias. | Foto: João Castelo Branco
Lucy comemorando sua premiação | Foto: João Castelo Branco

Além disso, enquanto as Marias Bonitas juntas, levamos o segundo lugar na Catharina Sour. o/

Foto: João Castelo Branco

Foi bom né? Parabéns a equipe de diretores e associados da ACERVA-PE, envolvidos nessa festa tão linda e que tem lugar em nossos corações. Aguardando já a Hoptoberfest de 2018!

Beijos lupulados!

 

Latas – Uma tendência

❤ Por Gabi Ramos

Não tem como não notar, as cervejas artesanais estão ganhando cada vez mais espaço no mercado. São novas loja, novos bares, e principalmente novos rótulos. Mas uma coisa vem chamando nossa atenção, as latas! Sim, até pouco tempo aqui no Brasil as cervejas eram enlatadas apenas pelas grandes indústrias e essa é a nova tendência do mercado artesanal.

Por que usar latas?

  • As latas são produzidas em alumínio que é um material 100% reciclável. Além de ser vantajoso para o meio ambiente, favorece o trabalho de cooperativas e empresas que trabalham com a reciclagem desse material;
  • São mais baratas;
  • São mais leves, o que gera economia no envio;
  • Não quebram. Sim, elas amassam, mas diferente do vidro elas não quebram o que reduz o risco de acidentes, inclusive podem ser comercializadas nas praias o/;
  • O alumínio é melhor condutor de calor, o que faz com que a cerveja gele mais rápido;
  • Otimização de espaço. Se você usar uma cervejeira, por exemplo, pode gelar 60 garrafas de 355ml, ou 75 latas de 350ml, ou seja, 5 litros a mais;
  • Ousar nos rótulos. Na lata a arte vai até onde a imaginação permitir.

Pensando de uma forma mais técnica, a lata ainda nos traz outras ventagens. A cerveja sofre um processo de envelhecimento, chamado oxidação, que pode ser causado pelo contato do liquido com o ar ou pela incidência da luz. Sendo esses dois problemas evitados com a utilização das latas, pois a lata impede a passagem da luz e é fechada hermeticamente, não permitindo a entrada de oxigênio. Sendo assim, o produto é conservado de uma melhor forma e chega até o consumidor final mais fresco.

latas-540x300

Essas são algumas das cervejas foram lançadas esse ano em lata e estão sensacionais!

Ah, eu quase esqueci! Sabe aquela história de que a lata enferruja e passa sabor metálico à cerveja? Não precisa se preocupar, as latas hoje em dia são revestidas com um polímero à base de água, ou seja, uma película que evita o contato entre o liquido com o alumínio.

Quer ver pra crer? Corre pra comprar uma dessas e depois conta pra gente!

Carnaval com cerveja artesanal

❤ Por Gabi Ramos

Carnaval já está batendo na porta, o Homem da Meia-noite está quase acordando! E pra entrar no clima das festas nada de cerveja quente! Por isso, trouxemos pra vocês dicas para se divertir sem abrir mão da qualidade da cerveja.

Sábado dia 30, vai rolar a prévia do Mestre-cervejeiro.com Boa Viagem Ano I. Organizada pelos empresários Newton César Neto e Manuela Kirzner, a festa começa às 12h e para não deixar ninguém parado vai rolar o samba de Felipe Simpatia e o som da Banda Novo Mundo. Nas canecas além dos 200 rótulos oferecidos pela loja, você encontra os chopps locais das cervejarias Estrada e Ekäut, pra dar energia terão as quesadillas e batatas rústicas do FoodTruck MondoBongo e os quitutes da Sweetbike.

A entrada é gratuita! A loja fica localizada na Rua Ribeiro de Brito, n. 830, Boa Viagem.

MC-BoaViagem03_Credito_BrenoPessoa

Pra não desanimar, quinta-feira (04) acontece o carnaval da Acerva-PE com o bloco etílico Cerveja na Panela Brassagem II. Esse ano irão homenagear os 50 anos de Chico Science e o som vai do Rock ao Blues, passando pelo Manguebeat e chegando ao frevo, ou seja, música não vai faltar. Aliás, nem cerveja! O bloco fica na rua e quem quiser pode se juntar, mas para aqueles que comprarem a camisa serão oferecidos cerca de 600 litros de cerveja artesanal de diversos estilos, como APA, Weiss e Pilsen. Todas as cervejas são de cervejarias locais, já estão confirmadas a Babylon, DeBron, Duvália, Ekäut, Estrada, Frieda Haus, Mozirbier, Olinda e Risoflora. O bloco fechou parceria com o Burburinho Gastrobar e ficará concentrado na rua Vigário Tenório, n. 185- Recife Antigo, a partir das 19h até a última gota de chopp.

Valor:

Sócios: R$70,00 Não Sócios: R$ 80,00

Onde comprar:

Snaubar – Rua Dr. Virgílio Mota, 48 – Parnamirim- Recife.

http://www.eventick.com.br/cervejapanela

12644686_1011590705568773_5340737953553371961_n

E pra oficializar a abertura do carnaval, no sábado (06), é dia de subir as ladeiras de Olinda! Lá no Amparo, na rua Saldanha Marinho, 196, vai ter a troça anáquica carnavalesca lupulírica, Virados num mói de lúpulo Ano I, que sai às 10 horas regida por uma excelente orquestra de frevo. A troça é organizada pelas meninas da cervejaria Velha Marim e comprando a camisa você pode degustar chopps artesanais, além de ter acesso à casa como ponto de apoio.

Valor: R$ 30,00

Onde Comprar:

Café do Bonde – Mercado da Encruzilhada – Recife – PE.

Empório 323 – Rua José Augusto Moreira,1008/A Casa Caiada – Olinda

CiBrew – Av. Norte, 2832 – Recife

12509867_1663116457271603_5251229807849113526_n

Nos encontramos lá!

Prosit!

Indicações de cervejas para o Carnaval

❤ Por Patrícia Sanches

Olá cervejeiras,

Em Recife e Olinda o Carnaval começa muito antes do período oficial, e agora faltam poucos dias para a festa de Momo. A gente que não é besta nem nada, já andou pesquisando que cervejas podem tornar a experiência do carnaval ainda mais inesquecível.

Então, juntamos uma galera especialista em cervejas e pedimos para eles indicações, especialmente para você que irá para as ruas cair na folia, ou que aproveitará o feriado para descansar na praia/interior ou até mesmo para quem quer ficar em casa apenas curtindo a família e os amigos. Todas as cervejas descritas abaixo podem ser encontradas nas respectivas lojas. Então se liga nas dicas…

background

Como o Carnaval é época de quebrar paradigmas, a dica do pessoal do BeerDock, é experimentar os rótulos da cervejaria dinamarquesa To Øl, que está na lista das Melhores Cervejarias do Mundo segundo o RateBeer em 2012, 2013 e 2014, sendo em 2015, a 9ª melhor. Cigana, fabrica suas receitas em diversos lugares, desafiando limites com cervejas potentes e criou, inclusive, uma linha chamada Brazil. Das dezenas de opções disponíveis no bar, foram escolhidas as três da frente na foto (abaixo): a To Øl Fuck Art This is Advertising, a To Øl IPA Nema (da linha Brazil) e a To Øl Final Frontier.

To Ol Maria Bonita
To Øl: indicação da BeerDock

“A minha dica é a Fuck Art This is Advertising, que mesmo tendo que pedir desculpas pelo nome, é uma cerveja bem diferente, muito rica em sabores e aromas. Gosto particularmente do sabor de caramelo e passas. Uma cerveja que me lembra bastante um bom vinho. É uma cerveja forte, muito alcóolica, mas muito saborosa”, diz Fabio Catão, sócio do Beerdock.

“Recomendo a To Øl IPA Nema, uma IPA estilo californiana muito lupulada. Uma cerveja Top, produzida pensando no clima daqui. Uma ótima opção pra quem não quer tomar lager nesse calor recifense. Aprovada”, diz Julio Ribeiro, sócio do Beerdock.

“Indico a todos a To Øl Final Frontier. Pra quem gosta de lúpulo é uma festa nas papilas. Tem uma textura cremosa e aroma refrescante de frutas citrícas, uma cerveja de muita personalidade que harmoniza muito bem com um hambúrguer, lembrando que saco vazio não para em pé”, diz  Bruno Catão, sócio do Beerdock.

Marco Uchôa, sócio do empório Marc et Louis e da Distribuidora Estrada indicou outras cinco cervejas para ajudar a gente a conquistar o Badge “Carnaval” no Untappd. São elas:

  • Jean Le Blanc (Witbier, 4,9%)
  • Elegant Citrus (American Wheat, 5,4%)
  • Ditriguis (WitBier, 4,5%)
  • Hohenthanner (Hefe-Weissbier, 5,6%)
  • Mystic Punch (Session IPA, 3%)
20160125092815
As escolhas do Marc et Louis

“Por conta do calor, dei dicas de cervejas que podem ser degustadas beeeem geladas e que mesmo assim, não alteram suas propriedades organolépticas, pois não são ricas em aroma.  Sessions IPA’s, Witbiers e Saisons caem muitíssimo bem com o clima do carnaval, mantendo o amargor e com uma pancada de refrescância e sabor!”, diz Marco Uchôa, do Empório Marc et Louis.

Raphael Vasconcelos, sócio do Apolo Beer Cafe, aposta nas (excelentes) cervejas locais para dar aquela animada nos foliões do Recife Antigo.

AsCApAfB0fPhens3q6zB3FxHPFHoNo8kyRBuhbXJdsyG
A indicação do Apolo segue o movimento #BebaLocal

“Cerveja para tomar no carnaval, então? Ekäut Helles aqui no Recife Antigo, jovem. O Apolo vai estar aberto apenas para chope. Entra, paga o chope, pega o chope e Sai. Indico Ekäut Helles, de olhos fechados. Recife bebe local, com leveza, aroma de malte bem leve para beber o dia todo. Sem pressa!”, diz Raphael Vasconcelos, do Apolo Beer Cafe.

E para finalizar, temos as indicações do Newton César , sócio da loja Mestre-cervejeiro.com (Boa Viagem). Newton indica duas witbiers já mencionadas anteriormente (o que só comprova que realmente são cervejas refrescantes) e a Australian IPA (6,5%) da Bier Hoff que recebeu o nome de Haka, em referência a uma dança Maori, que só pelo rótulo, já tem tudo a ver com carnaval.

AitxzAOuF0HrqWx1S7ifGQbWhuGXs0j4qEWJRJonN8C_
A seleção do Mestre-Cervejeiro.com Boa Viagem

E ai, já degustou alguma dessas? O que você achou da seleção? Você tem uma favorita? Compartilhe conosco, nos marcando no IG (@mariabonitabeer),  utilizando a #mariabonitabeernocarnaval ou marque as redes sociais das lojas que indicaram a cerveja neste post.

  • BeerDock: @beerdock_recife
  • Empório Marc et Louis:  @marcetlouis
  • Apolo Beer Cafe: @apolobeercafe
  • Mestre-cervejeiro.com BV: @mc_boaviagem

Nosso agradecimento especial às lojas que nos enviaram as indicações de cervejas e fotos para divulgação.

Beijos carbonatados e cheios de alegria!
Um carnaval de paz para todos! ❤

Cervejarias PE #01 Cervejaria EKÄUT

❤ Por Gabi Ramos

 

Pra nossa alegria, Pernambuco ganhou mais uma cervejaria artesanal, a cervejaria EKÄUT que entrou no mercado dia 14 de Janeiro de 2016.

Os sócios Diogo Chiaradia e André Turton moraram um tempo no Canadá, onde tiveram o primeiro contato com as cervejas artesanais. Ao voltar para o Brasil, sentiam falta de produtos diferenciados e assim nasceu a vontade de produzir cervejas. André trabalhava na área comercial da AMBEV, e Diogo era contador quando se juntaram em busca desse sonho. Foram dois anos de pesquisas e estudo de mercado até o lançamento da cervejaria.

Na escolha do nome da cervejaria eles buscaram elementos que remetessem à cultura local, e foram nas nossas raízes, inspirados em Albert Eckhout um desenhista que desembarcou em Pernambuco na comitiva de Mauricio de Nassau com a missão de registrar imagens da região para levar aos europeus. Se identificaram com gosto do artista pelas belas paisagens e prestaram essa homenagem, alterando a escrita, deixando-a mais próxima da forma como pronunciamos.

Para garantir o sucesso do negócio eles contrataram Kátia Jorge (Precisa apresentação? rsrs) como consultora, e o cervejeiro prático dele é o João Guimarães, que tem grande experiência na produção de cervejas.

 

12507324_346740178782941_8136630382990884799_n.png
Equipe da Cervejaria EKÄUT

 

Eles apostaram em três produtos para começar e pretendem lançar mais três até o final do ano. Os estilos atuais são:

  • Uma Pilsen Tcheca com amargor de 30 IBU, corpo leve, refrescante, dourada, espuma de excelente formação e aroma delicado de lúpulo saaz.
  • Uma  Munich Helles, estilo Alemão que tem 18 IBU, corpo leve e refrescante, coloração dourada, espuma de boa formação e no aroma notas de malte, com um discreto toque de lúpulo.
  • Uma American IPA, com teor alcoólico um pouco mais elevado, corpo médio, coloração dourado intenso, puxando pro cobre, aroma marcante de frutas amarelas e amargor presente balanceado com o dulçor do malte.

Nós da Maria Bonita tivemos a honra de provar o produto direto dos tanques e de quebra ainda conhecer a fábrica. Ficamos impressionadas como está tudo tão lindo, não dá vontade de sair de lá!

 

070b87c9-23c7-4d9e-942f-8861d2836c96
Um brinde à EKÄUT!

 

O evento de lançamento que aconteceu no BeerDock, foi um sucesso! A festa foi linda, os produtos apresentavam altíssima qualidade, o serviço estava impecável e ainda houve harmonização de petiscos da casa com as cervejas da EKÄUT (salivando só de lembrar).

 

4cf7146a-5cc0-4e29-ab3b-ecb30e73379c.jpg
Festa de lançamento

A cervejaria deve abrir para visitação em breve, fiquem ligados!

Prosit!