Mulheres no mercado da cerveja artesanal

❤ Por Flávia Marques

No dia 30 de Maio de 2018, aconteceu o evento “Casa Rio Mar”, no Shopping Rio Mar, e à convite das Arquitetas Rosi Garcia e Kathellen Carvalho, eu estive lá, representando a Confraria Maria Bonita Beer (MBB), para um bate-papo sobre a inserção das mulheres no mercado cervejeiro.

Foto: @arteearquitetura

O espaço estava decorado como uma área de recepção para receber os amigos contendo sofá, mesa de jogos, mesa de sinuca e um bar com uma geladeira repleta de cervejas artesanais. Nesse bar, nosso Rafa, um dos proprietários do Capitão Taberna, atendia ao público que ansiava em beber uma cerveja especial.

Como o desafio não se limitava a falar da confraria MBB, mas também da atuação da mulher no mercado cervejeiro, como profissional, confesso que fiquei angustiada, pois não atuo no mercado cervejeiro profissionalmente.

 

Foto: @riomarcasa_news

Sou cervejeira caseira há quase dois anos e amo esse movimento que inspira pessoas a criar receitas de cervejas que gostaríamos de beber no bar, mas que só existem em nosso imaginário. Então por que não fazê-las?

Para unir essas ideias e ainda falar da presença da mulher nesse contexto, refleti sobre minha convivência com mulheres fantásticas que atuam profissionalmente no mercado cervejeiro como Sommelier de cervejas e mestre cervejeira, dentre outras possíveis áreas de atuação. O bate papo foi interessante e a conversa correu solta, pois falar do mundo das cervejas me deixa empolgada.

 

Foto: @riomarcasa_news

No encontro havia muitas mulheres e alguns poucos homens ouvindo e questionando sobre a produção de cervejas artesanais, onde são encontradas no Recife, se era fácil fazer uma cerveja de qualidade em casa, quanto tempo levava para ter a cerveja pronta…Mais importantemente perguntaram como a mulher se encaixa nesse mercado, se são bem aceitas, se sofrem preconceito… As respostas para estas últimas perguntas ajudam a explicar o surgimento da confraria MBB, cuja missão é exatamente descontruir o preconceito de que “cerveja é bebida de homem”. Cerveja é também para mulheres pode ser produzida por mulheres e pode ser uma profissão para mulheres.

Comentei também sobre o Instituto CERES de Educação Cervejeira, pois se era para falar da atuação da mulher no mercado cervejeiro, este Instituto dirigido por três mulheres especialistas em cerveja, surgiu para provar mais uma vez o momento efervescente para a mulher no mercado de cervejas pernambucano.

Nossa, foram muitas perguntas e espero ter esclarecido toda! Gosto de pensar que dei o recado e espero ter plantando algumas novas sementes naquele encontro.

Para finalizar o bate-papo, abrimos algumas cervejas que fiz com Vitor (my husband) para o público degustar, uma English Golden Ale. Pude contar com ajuda de nossa superamiga Renata Garcia, também uma MBB e que deu aquela força, grata Renatinha. Nesse momento bem descontraído, surgiram outras perguntas  e claro falar de cerveja artesanal e a inserção da mulher no mercado e ter nesse encontro uma cerveja feita em casa para brindar; foi lindo!

Abraços Maltados de Amor!

Flávia Marques

*Agradecimentos ao Rafael (CT) e as meninas Arquitetas Rosi Garcia e Kathellen Carvalho.

Viagem Cervejeira – Córdoba (ARG) | MBB Viaja

Por Nadhine França

Vamos falar de coisa boa! A tekpix… Viajar é bom demais né!

O passeio cervejeiro de hoje é na terra dos hermanos. Dando uma volta por Córdoba deu pra perceber que a cidade tá fervendo quando o assunto é cerveja artesanal. Vários pubs recém abertos e muito pra crescer ainda! Fiquei na área que eles chamam de Nova Córdoba, então só vou falar das coisas que encontrei por lá.

Nem só de Fernet vivem os Hermanos…

Capitán

Vamos começar pelo Capitán…

Eu amo o estilo industrial… e ele tá super em alta em Córdoba. O Capitán fica no final de um Galpão imenso com várias outras lojas super legais. Com uma estrutura super imponente toda de concreto e canos metálicos pintados de vermelho.

No tap, várias opções de cervejas artesanais de cervejarias locais pra agradar todos os gostos, desde as mais frescas e leves às super lupuladas ou super maltadas.

Ambiente descolado que vale uma visitinha.

22730488_930540507098381_8892680853674594971_n
Foto: divulgação

PEÑON

Música eletrônica, cerveja artesanal, num ambiente moderno e com um atendimento super gentil.

20170916_200943.jpg
Foto: Nadhine França

A conversa pode até ficar difícil…mas as cervejas e o atendimento fazem a casa ser visita obrigatória. Nos taps: as cervejas fixas da casa, duas experimentações e duas convidadas.

Tinha uma Barley wine que tava incrível. As cervejas de linha da casa podem ser compradas em latinhas por lá e tem um preço bem bonzinho.

Foto: Nadhine França
Foto: Nadhine França

Cuatro Catorce

Foto: Nadhine França

A Cuatro Catorce támbem fica numa galeria de lojas que era um galpão (que vale muito a visita, além de linda, tem sorveteria, cafeteria, e lojinhas muito legais: Muy Guemes), um local descontraído que esbanja possibilidades de interações sociais.

20170917_004735
Foto: Nadhine França

 Antares

O pub da cervejaria Antares fica super bem localizado. Já é um ambiente pra você comer e beber mais tranquilo com os amigos (apesar de poder ficar cheio e com filas…).  Petiscos e hambúrgueres bem gostosos. Cervejas um pouco mais conhecidas em terras brazucas.

Foto: Nadhine França
Foto: Nadhine França
Foto: Nadhine França

The Barbeer

É isso mesmo…uma barberaria e cervejaria. Bem legal por sinal!

Foto: Nadhine França

Fica a dica

  • É legal perguntar sempre se o local aceita cartão de crédito (tarjeta) , muitos locais não aceitam.
  • Outra dica legal é aproveitar que a cidade é bem universitária, nos happy hours da vida pois praticamente todos os bares possuem promoções de clone no horário.

Dica extra:

Córdoba fica pertinho da Vila General Belgrano, que além de ter um lago lindo no caminho é uma cidadezinha de arquitetura típica Bavieira que tem uma Oktoberfest super famosa, então você pode se programar pra ir lá nessa época.

20170916_122515.jpg
Fazendo amizades…

Beijos lupulados e felizes! =*

Let’s rock com Caatinga Rocks no QMTP!

Por Clarice Concê

A gente pode até crescer sozinho, mas juntos somos muito mais fortes. Por isso é bom que é danado ver o movimento cervejeiro artesanal dando seus frutos em outros estados do Nordeste. E aí a gente só pode ficar com os olhinhos brilhando por receber uma cervejaria arretada do nosso vizinho Alagoas para enriquecer ainda mais nossa festa.

História

Lançada em fevereiro de 2017, a genuinamente alagoana Caatinga Rocks nasceu das panelas dos irmãos Marcus e Rafael Leal, que uniram a expertise administrativa de um com muito estudo cervejeiro de outro para transformar a paixão em um negócio.

A Caatinga Rocks possui quatro rótulos para lá de irreverentes que retratam bem a mistura do DNA nordestino com a revolução artesanal que acontece ao redor do mundo. O primeiro lançamento da cervejaria é uma Extra Special Bitter que na versão Caatinga Rocks virou a English Serelepe Brasileira, uma ESB com perfil balanceado, premiada com o ouro na categoria English Ales da I Copa da Cerveja POA e eleita cerveja do ano no mesmo campeonato. É para ficarmos todas serelepes com esse prêmio!

Para completar o time ainda temos a Pura Vida Surf Ale, uma cerveja é leve, refrescante e feita com casca de laranja orgânica; a Cangaço Kingdown, uma Double IPA com bastante aroma e sabor de lúpulo nobres americanos; e a Zumbi Republic, uma Imperial Stout mais tropical, com cacau, hortelã e coco queimado.

Foto: Alzir Lima para Stylife.com.br

É ou não é para ficar animada com as cervejarias que estão marcando presença no QMTP?! E tu tá esperando o quê para fazer parte dessa festa? Quer garantir seu ingresso ? O QMTP é hoje, mas ainda dá tempo. Então clica aqui e não fica de fora da festa mais esperada do ano, no calendário cervejeiro de Pernambuco.

Session Rye IPA da Capunga no QMTP 2018

Por Marias Bonitas

Contar a história desse novo movimento da Cerveja Artesanal de Pernambuco, sem falar da Capunga é uma heresia!E é por esta importância nesse cenário que convidamos a Capunga a participar do Que Malte Pergunte 2018.

15.png

A Capunga Craft Beer é uma cervejaria artesanal localizada em Pernambuco que atualmente contam com a expertise do nosso querido “Mestre Mozir” para produzir o líquido sagrado. As receitas deles são desenvolvidas com carinho e personalidadeempenho para proporcionar ao nosso consumidor uma experiência que envolve drinkability e boas conversas.

A história

Jovens cervejeiros de panela e apreciadores de boas cervejas, se juntaram para fundar a Cervejaria Capunga em 2015. Edgar e Victor começaram a fazer cerveja em casa em meados de 2013, e sempre tiveram o sonho de ter sua própria cervejaria, quando conheceram Dante e Bruno, que já tinham uma fábrica que produzia chopp pilsen, formaram uma nova sociedade e lançaram a primeira cerveja, um chopp lager em maio de 2015.

Edgar e Victor escolheram o nome Capunga para homenagear a região do Recife onde viveram praticamente toda a vida. Pouco tempo depois, ao ler o livro “A Capunga, crônica de um bairro recifense”, do autor Professor José Antônio Gonçalves de Melo, descobriram que foi na região da Capunga que surgiu a primeira cervejaria de todas as américas, em 1640, fundada por Maurício de Nassau, e comandada pelo cervejeiro holandês Dirc Dicx.

Estilos

A Cervejaria Capunga já conta com mais de 6 estilos (considerando as colaborativas com bares de Recife). Sendo as mais comentadas:
  • American Premium Lager
  • American Pale Ale – APA
  • India Pale Ale – IPA (Cumade Florzinha)
  • Double IPA (Bala de Prata)
  • Capunga Praia
  • Umbucenteio
  • Brown IPA

A Session Rye IPA da Capunga  (5,0%) estará presente no “Que Malte Pergunte… tem cerveja gringa aí?” e você não pode perder.  Quer garantir seu ingresso ? O QMTP é hoje, mas ainda dá tempo. Então clica aqui e não fica de fora da festa mais esperada do ano, no calendário cervejeiro de Pernambuco.

Cervejaria Perro Libre no Que Malte Pergunte 2018

❤ Por Marias Bonitas

É com muito orgulho que apresentamos a primeira cervejaria que aceitou participar (e com entusiasmo) do “Que Malte Pergunte… tem cerveja gringa aí?”! Sim meus amigos e minhas amigas, estamos hablando da Perro Libre (Porto Alegre-RS)! o/

Uma cervejaria que se intitula “sem coleiras” e que começou em 2011 nas panelas de casa como muitos(as) de nós. E como caseiros criativos, o objetivo era explorar ao máximo os limites da arte de produzir cerveja. Em 2012 o que era a contemplação da arte passou a ser ciência para a Perro e o Thiago foi se profissionalizar na Inglaterra!

mg_3900_pb-855x570.jpg
Thiago, Lucas e Alberto (da esquerda para a direita) no primeiro dia de produção da Perro Libre.​ Fonte: https://goo.gl/B5ZWj7

Em 2015 a Perro já produzia 1.000 litros por mês e até o final deste mesmo ano, já passavam da marca de 3.000 litros. Esse mesmo ano foi muito representativo para nós da Maria Bonita Beer, pois foi o ano de lançamento da 803, aquela cerveja tão marcante e importante para o cenário cervejeiro. A 803 é uma linda homenagem ao Dia Internacional da Mulher (8/03), e sim, a cerveja é porreta: uma Black Rye IPA, sem precedentes de tão boa! Um orgulho!

E daí por diante a Perro libre só tem nos surpreendido com seus rótulos livres e desimpedidos de amarras.

Perro Tap Room | Fonte: Cristiano Bauce Fotografia de Arquitetura

Confere só alguns sucessos:

  • Cervejas fixas: Neo Pils Hop Blend, American Pale Lager, Session IPL, American Pale Ale e India Pale Ale).
  • Cervejas sazonais: Sorachi Berliner e a 803.
  • Edições limitadas: Galaxi Juicy Tart, Solo Citra Double, Solo Simcoe Double IPA, Powder & Resinate DIPA e SWC Double IPA.
  • Cervejas Colaborativas: Juicer Than Ever (EverBrew) e a Braskadi (feita na Espanha, em colaboração com a Laugar Brewery).

E aí? Animados? Estamos a todo vapor para entregarmos uma festa memorável a vocês!

Para compra de ingresso, clique aqui: https://goo.gl/MNDHWn

E para conferir a batalha de cervejeiros caseiros, acesse nosso instagram: @mariabonitabeer

Besos lupulados e hasta luego!

Escola inglesa x Escola Americana: de que lado você está?

❤ Por Marias Bonitas

Olá Cervejeiras(os)!  O Que Malte Pergunte este ano é sobre essas duas escolas cervejeiras que fazem sucesso nos pubs, bares, brewpubs, cervejarias, restaurantes, enfim… no seu copo/taça.

Que tal adicionar madeiras, frutas, especiarias, flores, chás, cafés, para incrementar ainda mais essas belezinhas?

E como vocês sabem desde a edição passada, as verdadeiras estrelas da festa são os(as) cervejeiros(as) caseiros(as) e as cervejarias com as suas cervejas temáticas. O regulamento segue basicamente o mesmo que foi acordado na edição Tem Limão Aí: mínimo de 20 litros  e máximo de 50 litros por estilo para troca de ingresso pra festa. Vide regulamento e ficha de inscrição (data limite: 12/12/2017).

Sendo assim, para dar aquela facilitada na busca por inspirações para o evento, fizemos uma listinha misturando estilos do BJCP 2015 e do BA 2017. Então confere aí:

Conhecida pela ênfase nos aromas e sabores maltados e lúpulos terrosos, florais e herbais, a escola inglesa encanta dos mais leigos aos mais experientes.

  • British Bitter: Ordinary Bitter, Best Bitter ou Special Bitter, Extra Special Bitter, Strong Bitter.
  • Pale Commonwealth Beer: British Golden Ale, Australian Sparkling Ale, English IPA.
  • Brown British Beer: Dark Mild, British Brown Ale, English Porter, Baltic Porter, Robust Porter.
  • Scottish Ale: Scottish Light, Scottish Heavy, Scottish Export.
  • Irish Beer: Irish Red Ale, Irish Stout, Irish Extra Stout, Sweet Stout ou Cream Stout.
  • Dark British Beer: Sweet Stout, Oatmeal Stout, Tropical Stout, Foreign Extra Stout, Dry Stout.
  • Strong British Ale: Old Ale, Wee Heavy, English Barleywine, Britsh-Style Imperial Stout, Export-Style Stout.
  • IPA: English IPA, Specialty IPA (Black IPA, Brown IPA, Red IPA, Rye IPA , White IPA).
  • Outras: English-Style Summer Ale, English-Style Pale Mild Ale, English-Style Dark Mild Ale, English Wood Beer.

Esta é a escola conhecida pelos seus radicalismos e pelos seus lúpulos cítricos. Com ênfase no “exagero”, a escola americana faz, literalmente, a cabeça dos hop heads, como gostam de ser chamados os amantes de lúpulos. Mas nem só de lúpulo vive a escola americana, hein. Dá uma olhada na listinha aí abaixo:

Standard American Beer: American Light Lager, American Lager, American Amber Lager, American Amber Light Lager, American-Style Pilsener, American-Style Ice Lager, American-Style Malt Liquor, Cream Ale, American-Style Marzen/Oktoberfest, American Style Dark Lager
Pale American Ale: Golden ou Blonde Ale, American Pale Ale
Amber And Brown American Beer: American Amber Ale, California Common, American Brown Ale
Strong American Ale: Double IPA, American Strong Ale, American Barleywine, Wheat wine ale, Imperial IPA, Double Red Ale, Imperial Red Ale
American Wild Ale: Brett Beer, Mixed-Fermentation Sour Beer, Wild Specialty Beer, American-Style Sour Ale.
Outras: American IPA, American Black Ale, American Stout, American Imperial Stout, Smoke Porter, American Wheat Beer, Pumpkin Spice Beer, American Wood Beer.

E aí? Quem você vai defender? De que lado você estará no dia 06 de janeiro? Que comecem as brassagens!

Começa a venda de ingressos para o Que Malte Pergunte… tem cerveja gringa aí?

❤ Por Marias Bonitas

Olá Cervejeiras(os)!

Hoje daremos início a venda de ingressos para o grande evento de 2018: Que Malte Pergunte… tem cerveja gringa aí?. O evento acontecerá dia 06 de janeiro de 2018, no Jardim Aurora e os ingressos estão à venda no Sympla.

Jardim Aurora

INTERESSADO EM APOIAR NOSSO EVENTO?

Envie um email para mariabonitabeer@gmail.com até o dia 19 de dezembro, e te enviaremos um projeto super simpático para você saber como nos apoiar. Será um prazer ter a sua marca em nosso evento!

CuriosoS pra saber como foi nosso evento anterior?

Na edição “tem limão aí?” a proposta foi aproveitar o dia ensolarado de verão e apresentar variados estilos de cerveja com caráter cítrico e refrescante para harmonizar com o verão. Confere AQUI.  Também temos uma galeria de fotos do QMTP deste ano.
Ansiosos?
Beijos lupulados!

Hoptoberfest 2017 – Ganhamos mais um prêmio!

❤ Por Marias Bonitas

Chris, Fernanda Ueno (simpatia em pessoa), Rodrigo e Lucy | Foto: João Castelo Branco

Panorama

Minha gente, o que foi essa Hoptoberfest 2017? Que lugar maravilhoso! Nunca vimos tanta gente linda compartilhando o mesmo objetivo: conhecer as cervejas dos(as) cervejeiros(as) caseiros(as) Pernambucanos (e artesanais brasileiras, pois tivemos cervejas de fora do estado).

Foto: João Castelo Branco
Foto: João Castelo Branco

O local da festa era amplo, aberto, arejado! As chopeiras estavam bem distribuídas, mas as filas eram inevitáveis, porém até que passava rápido com a conversa! 2000L de cerveja brasileira! ❤

Foto: João Castelo Branco
Foto: João Castelo Branco
Foto: João Castelo Branco
Foto: João Castelo Branco
Foto: João Castelo Branco
A querida cerveja Paulistense de Márcia e Beth!

COMIDAS

Como opção de comida, tivemos a nossa parceira do QMTP, a Kwai Burguer!

Foto: João Castelo Branco

MÚSICA

Foram 3 atrações musicais: Xote Marley, Coff e DJ da Lata, que colocaram todo mundo pra balançar o esqueleto entre uma cerveja e outra. 🙂

Foto: João Castelo Branco

CONCURSO

A grande atração da festa foi o concurso anual da ACERVA-PE! Esse ano o desafio era produzir German Pils, Belgian Dubbel, Berliner Weiss e Catharina Sour!

.
Todo mundo ansioso pra saber os campeões e no rufar dos tambores….

.
Isoladamente em todos os prêmios tivemos uma Maria Bonita:

  • Flávia Marques (a grande campeã da noite, juntamente com seu marido Vitor, levaram todos os primeiros lugares, SIM! em todos os estilos avaliados;
  • Lucy Cavalcante e Christophe, ficaram com o segundo lugar no estilo Belgian Dubbel;
  • Juliana Cavalcanti, da nossa querida Villa do Malte, ficou com terceiro lugar no estilo Belgian Dubbel.

*Se liga na barra lateral do blog, que já tem medalha nova! ❤

Não faltou prêmio nessa foto. | Foto: João Castelo Branco
O casal Harmonic ganhou o primeiro lugar em TODAS as categorias. | Foto: João Castelo Branco
Lucy comemorando sua premiação | Foto: João Castelo Branco

Além disso, enquanto as Marias Bonitas juntas, levamos o segundo lugar na Catharina Sour. o/

Foto: João Castelo Branco

Foi bom né? Parabéns a equipe de diretores e associados da ACERVA-PE, envolvidos nessa festa tão linda e que tem lugar em nossos corações. Aguardando já a Hoptoberfest de 2018!

Beijos lupulados!

 

Encontro Nacional das Acervas – Natal 2017

Por Marias Bonitas

A gente tarda mais não falha! kkkk

Hoje vamos falar do fato de o Encontro Nacional das Acervas, ter sido em um dos paraísos nordestinos chamado Natal/RN (como lidar com a beleza dessa cidade, hein?!). A Acerva Potiguar está apenas de parabéns pelo mega evento, super organizado, bem localizado (de cara pra um mar lindo) e com cervejeiros reconhecidos em todo o Brasil.

Fomos todas muito bem recepcionadas pelas meninas da Acerva Potiguar/ Confraria The Queens Beer (Thalyta, Rebeca e cia), e finalmente cumprimos nossa promessa de ir visitá-las (o que não foi um sacrifício muito grande né? Estar em Ponta Negra, ao lado do Morro do Careca :P)

WhatsApp Image 2017-07-03 at 20.20.22
Marias Bonitas marcando presença \o/
WhatsApp Image 2017-07-03 at 20.21.28
Comitiva de PE – Acerva PE
Nossa anfitriã – Thalita Cacho

O intuito do encontro é fomentar, incentivar e confraternizar entre as ACervAs do Brasil, buscando a união de todos para um bem maior…cervejas de qualidade! \o/
Nesse encontro rolou de tudo: Palestras, passeios, festança e até churrasco!

Cervejaria Raffe
Beer Boat
Finalmente conhecemos a Lari (fofa) do Projeto E.L.A.
E as meninas arretadas da ACervA Candanga

As palestras foram lindamente ministradas no hotel Imirá, por:

Carlo Bressiani – Brew Pub
Eduardo Libório – Requisitos legais relativos a produção de cervejas
Jamal Awadallak – Mistura de leveduras e fermentação não saccharomyces
Victor Marinho – Lupulagem e suas técnicas avançadas
Elenilton Baretta, da Taberna MF – A arte do Blend

Nos passeios os visitantes tiveram a oportunidade de conhecer os lindos pontos turísticos de Natal, além de degustar as cervejas locais.

19221472_846520382171236_5224115809858005592_o
Brew Bus
Confraria The Queens Beer arrasando com cervejas espetaculares
Reino da Alegria – Patt Lou (PE)

Fica a dica

Se forem em Natal passear, não deixem de ir a esses bares super interessantes: Estação do Malte, Paddy’s e o brew pub da Cervejaria Raffe, todos com cervejas locais e um ótimo ambiente.

Ficamos apenas sem palavras pra descrever esse evento, ma-ra-vi-lho-so, realizado pela ACervA Potiguar, que venham outros assim e que em breve seja a vez da ACervA PE fazer bonito também! 😀 O próximo nacional será em Minas Gerais e já estamos imaginando que cervejas harmonizarão com os pães de queijo, doces de leite e de goiaba que encontraremos lá! Minas não tem Mar, mas tem Bar! Simbora?

Beijos lupulados e felizes! =*