Aniversário da Ekäut e a Batalha Sensorial

Por Nadhine França 

Ainda estamos em ritmos das prévias carnavalescas por aqui… Então viemos lembrar a festa de aniversário que foi puro frevo no pé.

A Cervejaria Ekäut completou dois anos agora em Janeiro, e promoveu no espaço do Shopping Plaza o Ekäut Frevo and Jazz. O evento em si já prometia muito, comidinhas delicia do Mr Smoke BBQ, harmonização com queijo Campo da Serra, música por conta da animada Orquestra Botelho, a encantadora Clave de Fá e Frevotron (uma formação especial de Spok) que dispensa comentários e uma batalha sensorial que vamos contar tudo por aqui.

Mas foi bem além das expectativas… Clima gostoso familiar (espaço kids bombando) mesas e cadeiras na sombra pros mais cansados, e muita cerveja boa pra todo mundo.

20180113_151808

 

 

 

 

 

 

 

 

 

No inicio do evento, com aquele “sol pra cada um” que conhecemos… rolou a batalha sensorial. Sob o comando do comediante sommelier Raphael Vasconcelos, oito competidores do ramo cervejeiro tentaram adivinhar às cegas qual a cerveja que estavam tomando.

A competição

A competição foi em chaves, o primeiro grupo foi composto por Angêlo o beer influencer Caçador de Cerveja contra nossa sommelière Julyana Alecrim do Instituto Ceres e Mercado da Breja e Leonardo Regis do Apolo Beer Cafe contra Miguel Savtchen da Hoppen Haus.

20180113_135100

O segundo grupo foi composto pela confreira sommelière da Beerdock, Karine Lins contra Felipe Lima da Cervejaria Palta e Mr. Hoppy. e Rafael Petribú do Capitão Taberna contra André Azevedo da Cervejaria Laborada.

20180113_141339

Passaram pra segunda etapa nossas duas confreiras da Maria Bonita o/.

20180113_143415

A disputa foi tão acirrada que ao invés de 2 finalistas, tivemos três devido ao empate infinito de um das duplas semi finalistas. No final, não poderia ser diferente mulher campeã da batalha! Karine nos representou super bem, foi lá e levou a melhor da disputa. Julyana e Miguel Savtchen continuaram a empatar e dividiram o segundo lugar.

Girl Power

De oito competidores duas eram mulheres e as duas ficaram lá em primeiro e segundo lugar nessa batalha amistosíssima de grandes amigos.

As Cervejas

As cervejas degustadas foram rotúlos apenas pernambucanos, passaram pelos profissionais da cerveja :

  • a Coffe Stout da Ekäut
  • a Vienna da Debron
  • a Mague Beer (Oatmeal Chocolate Porter) da Pattlou
  • a Weiss da Seis Punhos
  • a Bala de Prata (Double IPA) da Capunga
  • a Prudente  (Witbier) da Quatro Cantos
  • a Munich Helles da Ekäut
  • a Stout com Mel de Engenho da Duvália.

Várias das principais cervejarias pernambucanas representadas no evento.

20180113_134903
Quem disse que era pra ser fácil, hein!

Depois a música rolou solta e já fomos afiando as canelas pro frevo nas ladeiras que está por vir.

IMG-20180201-WA0039
Orquestra Botelho iniciou o frevo
IMG-20180201-WA0033
Clave de Fá trouxe muito Jazz e uma mistura super refinada

IMG-20180201-WA0032

Diogo Chiaradia,  Maestro Spok e Silvério PessoaVida longa à cervejaria Ekäut !!! 😉 E parabéns às nossas confreiras. Por aqui somos só orgulho de vocês. ❤

 

Cervejarias Ciganas: você sabe o que são?

❤ Por Marias Bonitas

Olá pessoal! Querendo aproveitar que as Cervejarias Armorial e Iscuma Dog estarão presentes no Que Malte Pergunte 2018…

cervejarias_post6.png

…trouxemos um assunto que trás muitas dúvidas entre os cervejeiros que sonham em ter própria cervejaria: “O que é uma cervejaria cigana?”.

É bom deixar claro que nada tem a ver com esse tipo de cigano! rs

Uma cervejaria cigana é um modelo de negócio bom para quem é cervejaria incubadora (aquela que recebe outras empresas em sua infraestrutura) e excelente para quem quer abrir a sua cervejaria sem grandes investimentos em infraestrutura (as empresas ciganos) e quer dedicar todo seu planejamento financeiro no produto final, a nossa boa e velha cerveja.

A expressão “cigano” quer fazer referência ao povo que é livre territorialmente (nômades), traduzindo isso para as cervejarias, são cervejarias que tanto faz estar em uma cervejaria quanto em outra. Mas vamos explicar isso melhor!

Fonte: Braumeister Brasil

Imagine uma microcervejaria que tem 2 tanques fermentadores. Logo, para encher todos, teoricamente (pois isso depende do tamanho da panela), essa cervejaria só utilizaria a parte quente do seu equipamento por 2x no mês. O restante dos outros dias, a parte quente estaria parada, e a parte fria em uso por 15 a 21 dias (ou mais a depender do estilo de cerveja). Isso significa tempo ocioso de equipamento que poderia estar sendo utilizado de forma rentável pela cervejaria incubadora. Concorda?

Então se eu sou um cervejeiro cigano existem várias formas de diminuir os custos fixos de uma cervejaria completa. Vejamos alguns tipos de acordos que podem ser feitos.

Quanto a compra/uso dos fermentadores:

  • Comprar um tanque fermentador e colocar na fábrica.
  • Usar os tanques da cervejaria incubadora.

Quanto a elaboração de receitas/produção:

  • O cigano pode elaborar a própria receita ou apenas sugerir o que quer de perfil sensorial e a cervejaria incubadora se encarrega de preparar a receita para que fique de acordo.
  • O cigano pode acompanhar a produção ou pode ele mesmo utilizar os equipamentos e fazer a sua própria cerveja.

Quanto a compra de materiais:

  • O cigano pode comprar seus próprios insumos, ou pode comprar coletivamente com todos os ciganos da fábrica, incluindo a cervejaria incubadora.
  • A cervejaria incubadora se encarrega da compra de insumos e isto já está calculado na planilha financeira para precificação final do produto acabado.

Entre outros acordos! O céu é o limite (ou o investimento rs)!

A Cervejaria Armorial é uma cervejaria Cigana e tem residencia na fábrica da Cervejaria Capunga (Igarassu-PE). Os seus rótulos mais conhecidos são: Blonde Ale (Galega) e Session IPA (Pirraia), porém agora, dia 05 de janeiro, estarão lançando mais um rótulo, a American IPA (Gringa).

Já a Cervejaria Iscuma Dog é a nova cigana no cenário pernambucano. Acabou de desenvolver seu primeiro lote de cervejas, produzidos na Cervejaria Patt Lou (Vitória de Santo Antão-PE) e lançará seu primeiro rótulo no “Que Malte Pergunte… tem cerveja gringa aí?”

Ambas cervejarias estarão presentes no evento mais esperado do ano! Então para conferir essas novidades, compra rapidão teu ingresso e vem se deliciar em 1000L de cervejas em modo OPEN BAR, com a chopeira aberta para o auto-serviço. É uma experiência única! Para compra de ingresso, clique aqui.

Beijos lupulados!