Cerveja Outback é premiada na “Copa do Mundo das Cervejas”

Rótulo produzido em parceria com a Colorado conquista medalha de bronze no World Beer Awards

Olá Cervejeiras(os)!

Essa semana, o World Beer Awards 2018 divulgou o ranking das melhores cervejas do mundo em diversas categorias. Entre as premiadas, a Cerveja Outback Colorado ficou entre as quatro melhores cervejas do ranking mundial na categoria Speciality Beer no estilo Experimental. Bem avaliada pela unicidade de sabor, aparência e aroma, a Cerveja Outback Colorado, do tipo Weiss, foi um grande destaque e trouxe para o Brasil a medalha de bronze.

Inspirada no famoso pão australiano do restaurante, a cerveja é apresentada em uma garrafa de 600 ml, possui 7% de teor alcoólico. De textura cremosa e sabor encorpado, traz na receita lúpulos australianos, centeio e açúcar mascavo. O rótulo traz ícones tribais e a imagem de um canguru, que remetem à inspiração da marca aos símbolos da Austrália. Realizado anualmente, o World Beer Awards é um dos mais importantes e influentes concursos cervejeiros do mundo. As degustações acontecem às cegas e centenas de cervejas de diversos países são avaliadas nos quesitos aroma, aparência, sabor e acabamento.


Sobre a Cervejaria Colorado

Desde sua fundação, em 1996, a Cervejaria Colorado vem ousando e misturando os mais legítimos sabores brasileiros em suas cervejas. Os tradicionais ingredientes malte e lúpulo foram combinados com ingredientes da nossa terra escolhidos a dedo, como café, rapadura, mandioca e mel, explorando nossa riqueza de sabores e convidando o consumidor a explorar deste universo de uma maneira diferente.

 

Sobre o Outback Steakhouse

A rede Outback Steakhouse possui 92 restaurantes no Brasil, está presente em 38 cidades, 14 Estados brasileiros e Distrito Federal. No mundo está em 22 países entre Américas, Ásia e Oceania. O primeiro restaurante no país foi inaugurado na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, em 1997. Com seus cortes de carne especiais e aperitivos icônicos como a Bloomin’ Onion®, o Outback caiu no gosto do brasileiro graças à qualidade, fartura e sabor marcante da culinária oferecida somados à descontração no atendimento e as instalações aconchegantes.

O que tem dentro de uma cerveja artesanal?

❤ Por Patt Sanches

Ingredientes: água, malte, lúpulo, levedura, equipe, suor, sangue, frustração, felicidade, realização, amigos, boletos, lágrimas, famílias, sono, cansaço, criatividade, inspiração, beleza, likes, marketing, vendas, metas, “vamos fechar?”, “aguenta mais um pouco”, amor, muito amor, dinheiro, capital de giro, fiscalização, sanitização, tempo de prateleira, boas práticas de fabricação, impostos, frete, fornecedores, clientes, impostos, impostos, impostos, impostos, reforma, construção, crescimento, análises, testes, revisões, inovação, planilhas, contatos, feedback, apoio, incentivo, empreendedorismo, logística, comprometimento, ansiedade, “quero sua cerveja”, “essa cerveja é cara”, “que cerveja incrível”, “que cerveja amarga”, mais impostos, estudos, ciência, desenvolvimento local, responsabilidade, ainda mais amor.

Atenção alérgicos: CONTÉM muito trabalho.

Beijos lupulados!

Mulheres no mercado da cerveja artesanal

❤ Por Flávia Marques

No dia 30 de Maio de 2018, aconteceu o evento “Casa Rio Mar”, no Shopping Rio Mar, e à convite das Arquitetas Rosi Garcia e Kathellen Carvalho, eu estive lá, representando a Confraria Maria Bonita Beer (MBB), para um bate-papo sobre a inserção das mulheres no mercado cervejeiro.

Foto: @arteearquitetura

O espaço estava decorado como uma área de recepção para receber os amigos contendo sofá, mesa de jogos, mesa de sinuca e um bar com uma geladeira repleta de cervejas artesanais. Nesse bar, nosso Rafa, um dos proprietários do Capitão Taberna, atendia ao público que ansiava em beber uma cerveja especial.

Como o desafio não se limitava a falar da confraria MBB, mas também da atuação da mulher no mercado cervejeiro, como profissional, confesso que fiquei angustiada, pois não atuo no mercado cervejeiro profissionalmente.

 

Foto: @riomarcasa_news

Sou cervejeira caseira há quase dois anos e amo esse movimento que inspira pessoas a criar receitas de cervejas que gostaríamos de beber no bar, mas que só existem em nosso imaginário. Então por que não fazê-las?

Para unir essas ideias e ainda falar da presença da mulher nesse contexto, refleti sobre minha convivência com mulheres fantásticas que atuam profissionalmente no mercado cervejeiro como Sommelier de cervejas e mestre cervejeira, dentre outras possíveis áreas de atuação. O bate papo foi interessante e a conversa correu solta, pois falar do mundo das cervejas me deixa empolgada.

 

Foto: @riomarcasa_news

No encontro havia muitas mulheres e alguns poucos homens ouvindo e questionando sobre a produção de cervejas artesanais, onde são encontradas no Recife, se era fácil fazer uma cerveja de qualidade em casa, quanto tempo levava para ter a cerveja pronta…Mais importantemente perguntaram como a mulher se encaixa nesse mercado, se são bem aceitas, se sofrem preconceito… As respostas para estas últimas perguntas ajudam a explicar o surgimento da confraria MBB, cuja missão é exatamente descontruir o preconceito de que “cerveja é bebida de homem”. Cerveja é também para mulheres pode ser produzida por mulheres e pode ser uma profissão para mulheres.

Comentei também sobre o Instituto CERES de Educação Cervejeira, pois se era para falar da atuação da mulher no mercado cervejeiro, este Instituto dirigido por três mulheres especialistas em cerveja, surgiu para provar mais uma vez o momento efervescente para a mulher no mercado de cervejas pernambucano.

Nossa, foram muitas perguntas e espero ter esclarecido toda! Gosto de pensar que dei o recado e espero ter plantando algumas novas sementes naquele encontro.

Para finalizar o bate-papo, abrimos algumas cervejas que fiz com Vitor (my husband) para o público degustar, uma English Golden Ale. Pude contar com ajuda de nossa superamiga Renata Garcia, também uma MBB e que deu aquela força, grata Renatinha. Nesse momento bem descontraído, surgiram outras perguntas  e claro falar de cerveja artesanal e a inserção da mulher no mercado e ter nesse encontro uma cerveja feita em casa para brindar; foi lindo!

Abraços Maltados de Amor!

Flávia Marques

*Agradecimentos ao Rafael (CT) e as meninas Arquitetas Rosi Garcia e Kathellen Carvalho.

RecBier Fest- Evento na mais nova casa na Zona Sul

❤ Por Nadhine França
À pouco mais de um mês foi inaugurado o BrewPub RecBier. Num espaço massa em Boa Viagem (adoro um pé-direito alto <3… claustrofóbica feelings) com decoração e estrutura metálica que remetem a um ambiente fabril bem estiloso. Conta com 10 torneiras no tap comandadas pelo mestre cervejeiro Renato Santos e pela beer sommelière Roberta Cabral que assina toda a harmonização com o cardápio de petiscos da casa.
Brewpub é um modelo de comercio que se trata de bares que produzem a própria cerveja no local e só as vendem no próprio estabelecimento.
20180614_210900
As Marias na inauguração: Márcia Marcondes da Velha Marim, Chiara Barros do Instituto Ceres, Patrícia Sanches da PattLou e Ceres e Nadhine França
No sábado dia 28 vai rolar o Recbier Fest. Evento que irá reunir cervejeiros e apreciadores do pão líquido do Recife. O Festival traz à capital pernambucana 14 estilos de cervejas artesanais premiadas no Brasil e no mundo.
screenshot_20180718-090019.png
Esse será o primeiro festival de Cerveja artesanal da casa. E começaram em grande estilo né? Serão mais de 500L de cerveja distribuídos nos 14 estilos diferentes de várias cervejarias que já vimos passar por aqui.
O RecBier Fest será das 10h às 16h (se liga no horário!), no próprio RecBier Brewpub.
Com inspiração dos grandes festivais de cervejeiros de Blumenau, no Sul do país.
screenshot_20180718-090023.png
Olha a lista das cervejas que vão participar!!!!
O acesso ao evento será feito através de canecas personalizadas em número limitado no valor de R$100,00. A caneca é o passaporte de acesso ao Full Open Bar do evento.
O ingresso pode ser adquirido antecipadamente pelo Sympla ou comprado nos pontos físicos: barbearia  Favela Barbershop, em Boa Viagem ou no próprio RecBier.
Para o Festival, uma estrutura com variados espaços e shows de rock será montada. Contando com barbearia, estúdio de tatuagem e esmalteria, além de brindes para sorteio.
Fábio Rock e da Banda Freak Brothers são as atrações musicais que vão tomar conta do evento.
SERVIÇO: RecBier Fest
Sábado (28) | 10h
Ingressos: Caneca personalizada por R$ 100. Pontos físicos de venda são a barbearia  Favela Barbershop e no RecBier.
Informações: (81) 3128-1232
Aguardamos vocês lá!

Visita à Cervejaria Dádiva

❤ Por Nadhine França

Nas férias em SP tive o prazer de fazer um visita à Cervejaria Dádiva. Foi mais que uma visita, foi um dia inteiro de “estagiária” na fábrica. Conheci e aprendi muito com os Cervejeiros Guilherme, Evandro e a Gabi. Além de quebrar praticamente todas as minhas unhas carregando os sacos de malte… Vamos conhecer um pouco mais dessa cervejaria super premiada e com lançamentos cada dia mais maravilhosos?

Me acompanha…

20180524_112436

Dessas panelas saem em média 80 mil litros mês. Sendo parte da própria cervejaria, parte das muitas cervejarias ciganas que aportaram por lá. Como a Treze, Dogma, Japas, Everbrew, BoldBrew… a lista é grande… e você deve reconhecer alguns desses nomes pelas cervejas boas né?

20180524_120907

No dia que fui, peguei o final da brassagem de uma cerveja que usava a técnica de hopback – Técnica que consiste em adicionar lúpulo após whrilpool e antes do resfriamento. O calor extrai bem os óleos essenciais e o resfriamento logo em seguida facilita a retenção máxima de compostos voláteis de aroma do lúpulo que normalmente seriam perdidos. Pode substituir ou complementar o dry-hopping.

20180524_120941

Muitas experimentações em madeiras brasileiras além das já famosas cervejas envelhecidas em barril da cervejaria e das suas ciganas. Inclusive, recentemente foram lançadas as novas Odonatas: #7 envelhecida em barricas de Jaqueira de dulçor presente, aroma que lembra frutas maduras e sabor marcante; #8 é envelhecida em barricas de Jetiquibá que carrega uma variedade de aromas de frutas vermelhas e roxas, além de uma certa acidez; #9  barricas de Bálsamo, versão que traz toques herbáceos intensos e mentolado, contrastando com o torrado e amargor de uma Russian Imperial Stout e #10 na nossa conhecida Amburana entregando notas de canela e baunilha.

 

 

Quem toma muita Dádiva, sabe que boa parte das cervejas feitas na Dádiva são envasadas em latas, e é essa amiguinha aí que faz esse trabalho. Nós já falamos um pouco sobre as vantagens da lata à um tempão atrás AQUI.

20180524_165633

 

20180524_165826
Essa é a Yellow Tart um amorzinho de cadela que povoa a área da cervejaria (assim como tantos outros) e a galera da cervejaria cuida ❤
20180524_165906
Essa é a parte de escritório, onde fica a galera da criação

Além da Cervejaria Dádiva também se aloca nos galpões a Distribuidora Dádiva, que trabalha com várias dessas cervejas feitas aqui, de outras cervejarias, além de Gin… entre outros.

20180524_165955
Uma câmara fria apenas gigantesca

A parte mais legal com toda certeza foi participar do processo de produção da cerveja. Mas na realidade é bem estigante todo os processos dentro da cervejaria. Desde separar os ingredientes das próximas receitas (leia-se carregar sacos de malte), moer os grão ( leia-se levantar sacos de malte), programar as rampas, tensão com problema de válvulas, adicionar lúpulo, resfriar, adicionar as leveduras, ver a viabilidade e contagem de leveduras no laboratório (Obrigada pela aula Letícia!!!!), fazer CIP – Clean in place, ou seja, “vamo limpar isso tudin”!

O processo de CIP (ou cipar na gíria cervejeira) possui ciclos. Os mais comuns para uma seqüência de limpeza completa utilizando CIP, podem ser definidos como:

Enxágue

Este ciclo requer água circulando pelo sistema todo a uma temperatura recomendada de 40ºC.

Banho com agente alcalino

Este ciclo requer agente alcalino na concentração pré determinada circulando pelo sistema todo a uma temperatura recomendada de 80ºC.

Enxágue intermediário

Este ciclo requer água circulando pelo sistema todo a temperatura ambiente e tem a finalidade de remover a maior parte do produto alcalino remanescente no sistema para que não diminua a eficiência do agente ácido.

Banho com agente ácido

Este ciclo requer agente ácido na concentração pré determinada circulando pelo sistema todo a uma temperatura recomendada no maior que 40ºC.

Enxágue final

Este ciclo requer água circulando pelo sistema todo a temperatura ambiente e tem a finalidade de remover todo e qualquer vestígio dos produtos utilizados nos ciclos anteriores.

Fique atento! Isso serve para nos lembra-nos à importância da limpeza no nosso processo cervejeiro caseiro. Escolha seu sanitizante de preferência e de acordo com o material sempre sanitize tudo. Contaminação é um dos problemas mais comuns na produção caseira.

 

Outra coisa maravilhosa de trabalhar na fábrica é o cheiro… Não tem como não trabalhar feliz com esse cheirinho maravilhoso.

A segunda Brassagem que acompanhei foi de uma Russian Imperial Sout de uma das ciganas da fábrica. Um dos meus estilos favoritos…deu pra sentir o nível de felicidade né?

20180524_171943

Final de expediente

…vamos comemorar um dia intenso de aprendizado… Com duas das novidades da Dádiva: a Point of View, cerveja foi feita em colaboração com a dinamarquesa Amager Bryghus. Essa RIS – Russian Imperial Stout é uma cerveja intensa, forte e escura, que leva goiabada em sua receita, em versão com adição de coco (rótulo branco) e sem adição de coco (rótulo preto). Ambas maravilhosas, a versão sem coco ganhou prêmio de Best of show no Mondial de la Biere SP 2018

A outra é uma das 4 cervejas feitas pro aniversário de 4 anos da cervejaria a Quadre Rouge é envelhecida em barrica de vinho Merlot/Tannat e é uma delícia.

Por fim …Quero agradece à Luiza Tolosa e Victor Marinho pela oportunidade e parabenizar por essa fábrica incrível que vocês  construíram.

Não vejo a hora de voltar por aí e tomar as novidade!

Beijos envelhecidos em barrica de Merlot!

Ser sommelier de cervejas, é legal?

Por Patt Sanches

Como me tornei sommelier

Eu já fazia cerveja em casa, já era técnica cervejeira e a fábrica estava quase encaminhada para começar a funcionar. Eu amava estudar cervejas e já tinha feito dois cursos de off flavors junto a ACervA do meu estado. Naquela época, eu só tinha ouvido falar do curso de sommellier de cervejas porque uma das minhas amigas já havia feito.

O mercado de cervejas artesanais/especiais/gourmet de Recife já estava aquecendo, mas era muito oneroso fazer o curso, pois todas as escolas eram fora do estado, mais precisamente: no Rio, em São Paulo, em Minas e em Porto Alegre. Só em pensar no valor do curso + passagem + hospedagem + alimentação + transporte + saídas noturnas para conhecer os bares e restaurantes era uma fortuna para a nordestina aqui. Então eu nem cogitava fazer. Mas aí que tudo mudou.

Esta mesma amiga sommelier, junto com uma cervejaria, auxiliaram uma escola a trazer o curso para Recife. Eu fiquei enlouquecida! Eu precisava fazer este curso. Na minha cabeça ele iria APENAS me ajudar com os processos de cerveja e as análises sensoriais; e isto já estava bom demais. Nunca tive pretensões em viver da sommelieria, eu queria que o curso me ajudasse na fábrica. EU ESTAVA TÃO ENGANADA! Dividi no máximo de parcelas que eu poderia pagar e lá estava eu com a matrícula na mão.

https://www.instagram.com/p/BHQttCkD4UN/?taken-by=pattsanches_

https://www.instagram.com/p/BHUjRgKDsYi/?taken-by=pattsanches_

Fazendo o curso eu me dei conta do UNIVERSO vasto da cerveja artesanal, comecei a dar valor as escolas que eu menos apreciava (como a alemã, por exemplo), descobri o maravilhoso mundo da harmonização, percebi que a história cervejeira era algo que todo mundo deveria conhecer. Após a conclusão do curso, eu me dei conta que ele me ajudou no entendimento global da cerveja, de todo ritual para se beber uma artesanal e apreciar cada nuance, me auxiliou vastamente com a criação de receitas, pois como sommelier, você aprende a dissecar a cerveja e como técnica cervejeira eu iria atrás de cada característica daquelas. Exemplo:

  • Espuma: de boa formação, boa retenção, de cor branca. COMO EU IRIA DEIXAR A ESPUMA ASSIM?
  • Cor: cor amarelo dourado. QUE MALTES EU PRECISARIA PARA DAR ESSE TOQUE DOURADO?
  • Turbidez: cerveja levemente turva. ADICIONO TRIGO? AVEIA? É DA LEVEDURA? FOI A FILTRAÇÃO? TURBIDEZ A FRIO?
  • Aromas de frutas secas e em calda: QUE BLEND DE MALTES EU CONSIGO ESSE AROMA MARABRILHOSO? COMO EU TRABALHO O ÁLCOOL DELA PARA EXALAR AINDA MAIS AROMAS?
  • Aroma de lúpulos frescos, frutas amarelas, brancas, vermelhas, flores brancas: QUE LÚPULOS MEU DEUS! COMO CONSEGUIR ISSO?
  • Corpo: denso. GOSTO!
  • Textura: aveludada. AI JESUS! QUERO! COMO FAZ?
  • Retrogosto: amargor elegante. AMO ❤
  • Carbonatação: baixa pra médio/ média para alta. AHHH ENTÃO CADA ESTILO TEM UM PADRÃO?

Então foi assim que eu comecei a amar ser sommelier e a criar receitas incríveis (sem modéstia mesmo), pois agora eu entendia o que eu queria, afinal foram uns 100 rótulos degustados entre cervejas nacionais e importadas. Mas depois do curso, outras oportunidades se abriram:

  • eu conseguia promover eventos para divulgar a minha cerveja;
  • fui convidada para guiar harmonizações com chefes que eu admirava;
  • conheci tanta gente da gastronomia, que não consigo nem enumerar;
  • dei palestras;
  • fiz amigos que levo até hoje no meu coração;
  • consegui reconhecimento para julgar em concursos cervejeiros;
  • e um mercado gigante de possibilidades se abriu pra mim.
*É importante esclarecer que o curso de sommelier não te dá habilidades práticas de produção. Eu que, além de tudo que aprendi, usei os conhecimentos adquiridos no curso para agregrar às minhas capacidades técnicas de fabricação de cervejas.

E eu que achava que o curso iria me ajudar apenas na análise sensorial para encontrar defeitos na minha cerveja, aprendi o quanto é difícil deixar de lado aquela coisa de ser um “beer chato” e passar a apreciar a cerveja e descrever todos os atributos que ela tem para oferecer.

Façam um teste de 1 semana e tentem não falar mal de ninguém e nem de nada. Você vai ver o quanto é difícil abrir a mente para falar bem, encontrar o belo. E o curso de sommelier nada mais é que do que isso, é um exercício a cada copo degustado. Até um juramento fizemos de não falar mal de nenhuma cerveja!

Afinal, atrás de um copo de cerveja, tem uma equipe que rala todos os dias, um(a) cervejeiro(a) que pensou no melhor para o momento do seu encontro com o líquido sagrado, uma cadeia de empregos que são gerados para cada demanda: tampinha, rótulo, garrafa, insumos, sanitizantes, órgãos fiscalizadores, equipamentos, consultorias, necessidade de constante atualização e estudo.

O mercado de cervejas tem crescido no Brasil, aumentando a demanda por profissionais qualificados tanto na área de produção quanto na de serviço. O Brasil é o terceiro maior produtor de cervejas do mundo. São 610 cervejarias no país (MAPA, 2017). No mercado local em Pernambuco consta de 11 microcervejarias e 4 cervejarias de grande porte, além das cervejarias ciganas, brewpubs e toda a cadeia de valor.

Curso de sommelier em Recife Julho/2018

E esta oportunidade está batendo de novo nas portas recifenses, com o Instituto Ceres. A primeira escola cervejeira do nordeste. E sabe o que isso significa? Significa que o custo de “passagem + hospedagem + alimentação” foi eliminado para pessoas de Recife e Região Metropolitana e diminuído para nordestinos por morarem em estados próximos da escola.

 

(Clique na imagem)

O objetivo do curso do Ceres neste curso é: formar profissionais na área de sommelieria de cervejas. Profissionais que estejam aptos a atuar em cervejarias, lojas, bares, distribuidoras e restaurantes. Sendo eles, responsáveis pelo serviço, controle de qualidade no armazenamento, controle de estoque, definição de perfil sensorial de cervejas, desenvolvimento de novos produtos, harmonizações, avaliação de cervejas, treinamentos de equipes de brigada, entre outras atividades que envolvem a sommelieria.

O curso foi desenhado para suprir todas as necessidades que percebemos nesta área. Todas as lacunas que tinham no curso que fiz, tentamos preencher baseados em nossa experiência no mercado. Trouxemos professores com grande experiência na área. E o curso ainda consta com uma certificação reconhecida, pois o SENAC concederá a chancela para o curso, oferecendo assim, um certificado de valor para o mercado atual.

Se liga no conteúdo do curso: 

História da cerveja | Perfil profissional do Sommelier de Cervejas |Técnicas de degustação |Análise sensorial |Matérias-primas | Legislação brasileira |Processo de fabricação de cervejas |Estabilidade da cerveja | Famílias de cervejas | Escolas cervejeiras –  Alemã | Escolas cervejeiras –  Anglo-saxônica | Escolas cervejeiras – Belga | Escolas cervejeiras – Americana |Chope teórico e prático |Glassware | Serviço de mesa e cerveja |Harmonização prática de queijos, embutidos e sobremesas |Técnicas de harmonização | Gastronomia e cerveja | Carta de cervejas | Cerveja e saúde | Mixologia | Mercado e modelos de negócio | Marketing de cervejas | Vendas e treinamento | Visita à cervejaria.

Para mais informações: clique aqui.

Professores convidados

Além das professoras do Instituto Ceres, confira alguns dos professores convidados do curso:

  • Ronaldo Rossi: Chef de cozinha e consultor com mais de 22 anos de experiência. Especialista em Harmonização e desenvolvimento de receitas de cervejas. Professor de formação em curso de Sommelier de Cervejas e de Gastronomia. Colunista da Revista da Cerveja, curador e palestrante de eventos cervejeiros. Idealizador do congresso BeerCON. Organizador e juiz de concursos de cerveja. @chefronaldorossi
  • Doug Merlo: Morou na Europa por 8 anos onde formou-se mixologista (Associação Italiana de Bartenders e Apoiadores) e Sommelier de Cervejas pela Italian Beertaster Association. Também formado como Sommelier de Cervejas pela Doemens Akademie e BJCP Certified. Professor em cursos de Sommelier e produção de Cerveja artesanal (SENAI). Juiz de concursos nacionais e internacionais como C.I.B.A. (Itália), Brussels Beer Challenge (Bélgica), World Beer Cup (EUA) e Concurso Brasileiro de Cervejas (Brasil). Promove por todo o Brasil o Curso de Técnicas de Degustação e Cultura Cervejeira. @dougmerlo
  • Gabriela RamosCervejeira pelo SENAI Vassouras desde 2013. Sommelier de Cervejas pela ABS-SP e Doemens Akademie e Mestre em Estilos – ICB.  Primeira Sommelier de Cervejas de Pernambuco. Foi Coordenadora e Professora do Curso Técnico em Cervejaria na Faculdade Maurício de Nassau. Promove eventos de harmonização. Atualmente é Sommelier na AB Inbev. @gabisommeliere

Agora corre! Pois as aulas já começam dia 06 de julho de 2018. Inscrições: www.institutoceres.com.br

Eu descreveria o curso de sommelier, como uma coisa que todo amante de cervejas artesanais deveria fazer. Mesmo aqueles que não pretendem trabalhar na área. A experiência é tão incrível, que só fazendo para entender o que eu estou falando. ❤ E respondendo a pergunta do título, sim, ser sommelier é muito mais que legal! 😉

Beijos lupulados com aromas de frutas vermelhas, corpo denso, textura aveludada e final adocicado.

Calendário Cervejeiro 2018

Por Marias Bonitas
[POST SUJEITO A ATUALIZAÇÕES]
Olá Cervejeiras(os)! 2018 começou caliente. Já tivemos o QMTP, que foi a primeira festa cervejeira do ano! Rolou aniversário da Ekäut, muita cerveja caseira no aniversário de Recife e Olinda.

Para quem curte festa cervejeira, dentro e fora do nosso estado, vamos nos programar para o que vem por aí?

MARÇO

  • Festival Brasileiro da Cerveja 2018  Quem acompanha agt, sabe que teve maria no FBC e que foi massa né? o Festival Brasileiro da Cerveja 2018 foi do dia 7 a 10 de março em Blumenau/SC. Esse ano ele completou 10 anos! E a tradição da participação de muitas cervejarias boas, reunindo gente do Brasil inteiro pra curtir os dias de festival, se repetiu.

https://www.instagram.com/p/BgMuvdeF5S9RLnzhnwcm_2xUvKSzFb1DWJl_KI0/?taken-by=chiarabarros

  • St. Patrick’s Day – O dia 17 de março homenageia o padroeiro da Irlanda, São Patrício (ou St. Patrick) E tiveram várias festinhas legais pela cidade e pelo país
WhatsApp Image 2018-03-16 at 11.46.32
Foto: Divulgação
  • Ceres On Tap: Quinta-feira agora, dia 22, a Cervejaria Laborada terá uma programação especial de cinema e cerveja, em parceria com o Instituto Ceres de Educação Cervejeira.  O Ceres on Tap, é um evento do @InstitutoCeres para promover a cultura de fazer e beber cerveja. E nesta edição, irão exibir, a partir das 19h30, o documentário “Petroleum é nosso: a ebulição da cerveja artesanal no Brasil”, dirigido por Luiz Felipe Araujo.
  • GBF – Festival de Cerveja Artesanal – O maior Festival de Cerveja Artesanal de Guarulhos acontecerá dias 22 a 25 de março à partir das 11h naPraça IV Centenário em Guarulhos (SP).
  • OuroBier Festival – O festival tem como foco principal a cerveja artesanal mineira e sua cadeia produtiva, mas suas atrações incluem também boa música, gastronomia, palestras sobre o mercado cervejeiro e outras surpresas mais. Ele já faz parte do calendário da cidade e incrementa o turismo da Semana Santa. Acontecerá de 31 de março à 1 de abril à partir das 10h. E contará com as palestras de: Fernando Dota , Jamal AdalawhakJohn Palmer (EUA).

ABRIL

  • Abril PrACervA – É um evento voltado para os amantes da cerveja artesanal e do rock! O forte é conhecer as cervejas artesanais pernambucanas, além das mais variadas cervejas do cenário “underground” caseiro. Em esquema de open bar, as cervejas artesanais são liberadas durante todo o evento (PARA CONSUMO NO LOCAL). O evento acontece no Garage Food Park, dia 07/04, em Recife-PE.
  • Ceva no Total – um dos principais festivais de cerveja artesanal na capital gaúcha, chega a sua oitava edição. O evento, com entrada gratuita, ocorre no dia 14 de abril (sábado), no largo cultural do Shopping Total. Serão 38 marcas de cerveja participantes, e o público terá ao seu alcance mais de 100 rótulos distintos. Acontecerá dia 14 de abril às 14h no Largo Cultural do Shopping Total (Avenida Cristóvão Colombo, 545, bairro Floresta, em Porto Alegre-RS.

Foto: Divulgação

  • Gastro Beer Rio – é parada obrigatória para o público que admira comida e bebida de boa qualidade. Oferece uma variedade de pratos gourmet servidos por alguns dos melhores chefs e quituteiros do Brasil, além de sanduíches, crepes, tapiocas, passando por comidas italianas, mexicana, americana até os mais saborosos doces. Para acompanhar, uma média de 100 rótulos de cervejas especiais, nacionais e importadas. Acontecerá  nos dias 21 e 22 de abril, na Quinta da Boa Vista, Rio de Janeiro/DF.

  • Festa da Confece 11 anos – 21 de abril de 2018 – sábado Horário: 13h às 20h no Restaurante Paladino. Avenida Gildo Macedo Lacerda, 300 – Braúnas – BH
MAIO
  • Festival da Cerveja Gaúcha – 4 e 5 de maio – Bento Gonçalves (RS)
  • Mondial de La Bière São Paulo – 17, 18, 19 e 20 de maio – São Paulo Expo – Rodovia dos Imigrantes, km 1,5 (SP)
  • Dama Bier Fest – 26 de maio – Avenida Rio das Pedras, 104, Piracicaba (SP)
  • Piribier – de 31 de maio a 2 de junho – Pirenópolis (GO)
  • 1º Congresso Técnico de Sommeliers ABRACERVA – Paralelo ao Piribier, a ABRACERVA irá realizar a primeira edição do Congresso de Sommeliers, com o objetivo de reunir e capacitar sommeliers de cerveja de todo o Brasil. Palestras, harmonizações, workshops e debates sobre a profissão que faz a ligação entre o consumidor e as cervejarias fazem parte da programação.
  • Festival Nacional das ACervAs – de 31 de maio à 3 de junho em Belo Horizonte (MG), sem maiores informações até o momento.

JUNHO

  • Rio Craft Beer Festival – 30 de Maio a 3 de Junho de 2018 – Rio de Janeiro, RJ
  • SAVOR an american craft beer & food experience – 1 e 2 de junho de 2018 – Washington , Estados Unidos.
  • Slow Brew Ribeirão Preto –  é um festival intimista com foco em cervejas artesanais de altíssimo nível de qualidade. A cada edição eles convidam diversas cervejarias e desta vez, selecionaram 35 rótulos para apreciarmos livremente ao som de muito rock e blues em um ambiente aconchegante, sem filas.  Acontecerá de 16 de junho, na Vila Dionísio, em Ribeirão Preto (SP).
  • 2º CerveCon – Tem foco nos negócios cervejeiros e terá a Exposição de Negócios do Mercado Cervejeiro: um espaço voltado a fornecedores da indústria cervejeira, para aqueles que procuram tecnologia, produtos e serviços, além de máquinas, equipamentos e insumos. Acontecerá na quinta-feira, 21 de junho de 2018, das 08h à 21h, na Rua Alberto Stein, 199 – Velha – 89036-200 – Blumenau (SC).
  • BauerFest 2018 – De 22 junho a 1º de julho de 2018 – Petrópolis (RJ).

JULHO

  • Save the Fígado – Cervejaria Dogma – 18 de Julho – São Paulo, SP
  • DUM Day 2018 – 21 de julho de 2018 – Curitiba  (PR).
Foto: http://www.bemparana.com.br

AGOSTO

img-20171012-wa0000.jpg

SETEMBRO

  • Mondial de La Bière Rio de Janeiro – O Mondial de la Bière é um salão que reúne fabricantes, distribuidores e importadores de cervejas artesanais e premium, dedicado à degustação orientada em mais de 120 estandes. Como parte de sua programação educacional, o evento oferece talk-shows com profissionais do setor. Além do MBeer Contest Brazil, competição das melhores cervejas expostas, avaliadas por jurados nacionais, internacionais e pelo público.Acontecerá no Rio de Janeiro (RJ), de  5 a 9 de setembro.

20171016_122127.jpg

OUTUBRO

  • Pilsner Fest – 6 de outubro Pilsen, Republica Tcheca.
  • Lohn Open Haus – De 13 de outubro, na Cervejaria Lohn, Lauro Müller/SC.
  • Encontro de Cerveja Artesanal Brasil – O único e maior evento de porte nacional a apostar somente em cervejarias brasileiras e 100% independentes, realizará nos dias 19 e 20 de Outubro, no Centro de Exposições São Luís, sua edição Open bar anual e é planejado para um público de 3800 pessoas. – São Paulo, SP.

  • Foto: Divulgação.
  • Cerveza Mexico – 26 a 28 de outubro – Cidade do Mexico, Mexico
  • Repense Cerveja – 27 de outubro – Rio de Janeiro, RJ.

NOVEMBRO

  • Slow Brew Brasil – É um festival de cervejas artesanais que traz a experiência de apreciação das melhores cervejas do Brasil e de convidadas do exterior. A edição 2018 acontece no dia 03 de novembro, sábado, na cidade de São Paulo, no Centro de Eventos Pro Magno, na Rua Samaritá, 230 – Casa Verde.
  • NONECO – Encontro Regional das Acervas Norte, Nordeste e Centro-Oeste será em Maceió esse ano. dias 1 à 3 de Novembro.
  • IPA Day Brasil 2018 – O paraíso dos Hopheads! Uma festa lupulada na essência. Muita música, comidas e o que existe de melhor em IPAs no Brasil em um só lugar! O evento acontecerá dia 3 de novembro de 2018 – Ribeirão Preto (SP).

DEZEMBRO

  • Festa da Bamberg – Dezembro de 2018  – Votorantim, SP.

Agora é só se organizar e #partiu Festivais!

Bjs lupulados.

 

Programação de Março – mês da mulher cervejeira

❤ Por Marias Bonitas

Olá cervejeiras!

Chegou o nosso mês, março, o mês da mulher cervejeira. Então se liga nos eventos que estamos preparando em parceria com outras cervejeiras em vários lugares do nosso Brasil.

Pink Boots Society

Vocês devem se lembrar pois contamos sobre a PBS (aqui) e tivemos edições em 2016 e 2017.

Esse ano a mobilização foi ainda maior e teremos brassagens em vários pontos Norte, Nordeste e Centro-oeste (NONECO ❤ ).

AP- Confraria Batom Malte e Acerva-AP 11/03
AM- Amazonas Cervejeiras 11/03
PA- Lupulindas 11/03
CE- Confradelas 10/03
RN- The Queens e Acerva Potiguar 04/03 
PB- Fulô de Mandacaru 10/03
PE- Maria Bonita Beer (Recife) 11/03 ; Puro Is Malte ( Petrolina) 11/03
BA- Tulipas
DF- Däs Könfrädessäs 24/03

 

Sobre o nosso evento PBS:

O evento será novamente um convite à todos para uma brassagem aberta realizada no dia 11/03 no nosso já parceiro Marcolino Tap House. Começará às 10h e qualquer pessoa pode chegar pra participar desse momento tão lindo pra gente.

É muito emocionante imaginar que no mundo inteiro estão rolando brassagens feitas por mulheres com o mesmo propósito.

Como sempre, o evento conta com o apoio de vário representantes do mercado cervejeiro local. E não poderia ser diferente, pois a ideia do PBS é justamente essa, a movimentação e divulgação dos negócios locais.

@institutoceres, @capitaotaberna @mascateinsumos, @beerdock_recife, @cervejaduvalia

A Confraria Maria Bonita Beer além de batalhar contra o machismo no meio cervejeiro incentivar o mercado e cultura da cerveja artesanal, tem em comum com a PBS os objetivos de:

  • Apoiar os membros da PBS para avançar em suas carreiras de cerveja através da educação.
  • Ensinar as habilidades profissionais necessárias para que as mulheres possam ser tornar especialistas em cerveja.

Por isso, sempre ao final de cada evento, colaboramos com as doações para a PBS, que são de no mínimo 25 dólares. assim como a PBS, a MBB acredita muito que podemos ajudar as confreiras que querem se especializar.

A brassagem é em comemoração ao dia da mulher e teremos um momento bem nosso num bate-papo sobre atuações da mulher, violência, empoderamento, sexualidade com a participação da psicóloga Ana Carolina da Silva, pesquisadora das temáticas envolvendo gênero e sexualidade, relações abusivas, identidades de gênero contra hegemônicas.

No domingo a cada litro de La Galega da Navegantes tomado, R$ 3,00 vão para a MBB para fomentar nossas atividades e doar para PBS.

Além disso teremos sorteios de brindes dos nossos parceiros!!! Siiiiiimm !!! Estamos apaixonadas pelos prêmios, mas não vamos dar spoiler ainda. Segue a gente nas redes sociais para acompanhar tudo em primeira mão. Instagram: @mariabonitabeer

———————–

Brassagem Coletiva – Garanhuns (PE)

Outra novidade na nossa agenda é que além de termos  movimentação feminina em Petrolina, agora vamos à Garanhuns! \o/

O evento vai acontecer dia 24/03 no Garambeer, Rua Amaury de Medeiros, 174.

Vamos realizar uma brassagem aberta, tomar cervejinhas e conversar sobre o líquido sagrado que tanto amamos. Gostaríamos de convidar o máximo de mulheres de Garanhuns com algum interesse em cerveja artesanal. Vão lá conversar conosco!!! Vai ter muita coisa legal também. Acompanhem nossas redes sociais pra ficar ligada.

———————–

Degustação de Páscoa

beer-2243733_1920
Imagem: Pixbay

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Esta semana será produzida, pela comissão de brassagem da Maria Bonita, uma cerveja especial com adição de chocolate, e teremos uma degustação guiada de Páscoa! Essa combinação sempre dá o que falar e os eventos de degustação da MBB são experiências sensoriais incríveis . Aguarde e confira.

———————–

Projetos e projetos… 

Esse ano começamos à todo vapor e estamos com um projetão em andamento.  E vocês sabem que a gente gosta de spoiler cervejeiro né?  Então podem esperar por algo bombástico  que já já daremos mais novidade.

Por hoje é só pessoal! Beijos lupulados! ❤

 

Marcolino Tap House

❤ Por Gabi Ramos

 

Inaugura hoje 12/01 a partir das 18h ao som da banda Arcanflô, o mais novo point cervejeiro da zona sul da cidade, o Marcolino tap house que traz a inovação do sistema de auto serviço de chopp, sendo pioneiro no estado de Pernambuco.

O mytapp é um sistema onde o cliente tem controle sobre o que quer beber e quanto quer beber. Funciona assim, você pega um cartão no estabelecimento, coloca crédito (ah, pode fazer isso pelo app também!) e se dirige até as torneiras de chopp, escolhe qual vai beber e a quantidade. Quando você encosta seu cartão no sensor, a torneira é liberada e você vai enchendo seu copo o quanto quiser, na tela aparece a quantidade de líquido que foi consumida e o valor. Sensacional, não é mesmo? O estabelecimento conta com 8 torneiras e não poderia deixar de ter o chopp da casa, um delicioso chopp pilsen que experimentamos ontem, leve, aromático e refrescante, harmoniza perfeitamente com o ambiente, #ficaadica!

Por falar em ambiente, está super agradável… decoração de muito bom gosto, espaço ao ar livre, música de qualidade e um cardápio simples e acertivo. Comidinhas de bar, sem frescura e saborosíssimas, para comer com a mão, jogando conversa fora e apreciando boas cervejas.

Antes que vocês morram de curiosidade, as cervejas que estavam engatadas ontem, custavam em média R$2,60 por 100ml e as porções de comida não passavam de R$20,00. Resta alguma dúvida de que esse será nosso novo lugar favorito?

Dica: Se você quiser pode levar seu copo de vidro, sua caneca favorita, seu growler, enfim… Marcolino é um cara gente boa, fique à vontade!

Vida longa, Marcolino! Cheers!

 

Como chegar?

Chama o motorista da vez e digita no aplicativo: Rua capitão zuzinha, 136. Boa viagem – Recife/PE.

Concurso por voto popular: #QMTP2018

Por Marias Bonitas

Ai ai, o que foi esse Que Malte Pergunte 2018? Ainda vamos fazer um outro post especial para falar desse evento incrível, mas hoje, o foco é falar do concurso por voto popular que aconteceu durante a edição “tem cerveja gringa aí?”.

Neste ano, fizemos questão, para ser justo, que as pessoas experimentassem TODAS as cervejas antes de apurarmos a votação. Por este motivo, a apuração não foi realizada e divulgada durante o evento.

Contamos com a colaboração do app Conectados para realizarmos este concurso por voto popular.

Então sem mais mistérios, vamos lá!

whatsapp-image-2018-01-09-at-20-34-58.jpeg

1º Lugar (12 votos)

2º Lugar (5 votos)

  • Cervejaria: São Lourenço
  • Cervejeiro: Gutemberg Rodrigues Alves
  • Premiação: 1 vale de R$ 50,00 na Mascates Loja de Insumos Cervejeiros + 1 vale de R$ 50,00 no Capitão Taberna.

3º Lugar (4 votos)

  • Cervejaria: Cacobeer
  • Cervejeiro: Tiago Nogueira Barbosa
  • Premiação: 1 kit Capitão Taberna com 2 cervejas e um brinde.

Parabéns aos cervejeiros envolvidos e obrigada pela confiança em nosso evento!

Mas não parou por aí não, o pessoal do @naruatem por meio de sua plataforma Conectados, também premiou quem gastou um tempinho para baixar o aplicativo e se cadastrou para gerar o cartão de votação! o/

Premiados

  • Alice Dantas (81 – xxxx- 4403) ganhou um cooler da Maria Bonita Beer recheado de cervejas
  • Márcia Virginia da Silva (81 xxxx-4208) ganhou um vale de R$ 50,00 reais no Apolo Beer Cafe
  • Luiz Ramos (81 xxxx- 5172) ganhou um vale para barba e cabelo no Espaço Homem
  • Diego Souza (81 xxxx- 594) ganhou um vale para barba e cabelo no Espaço Homem

Aos premiados, entrem em contato pelo nosso email: mariabonitabeer@gmail.com e informem nome completo, CPF, e-mail e telefone para que possamos entregar os vouchers personalizados.

Beijos lupulados!