Ir para conteúdo

QMTP 2020 – Witbier e toda sua leveza histórica

❤ Por Marias Bonitas

QMTP2020_Titulo5_Post_Blog

Semente de coentro e casca de laranja, obrigada deusa Ceres por ter colocado essa ideia na cabeça de alguém!♥
A witbier é aquele estilo ideal para os melhores momentos, com os amigos ou com o crush… na praia… na piscina… imagina na floresta?! Harmoniza com peixes, queijos, saladas e com a melhor festa do ano!!! #qmtp

História do Estilo


https___storage.googleapis.com_gen-atmedia_3_2014_04_c486b9fd04127b0dc1c6ab11ef86f3ae873dd4b7Original da Bélgica, esse estilo teve seu auge no século XIX, indo quase à extinção nos anos 50, muito influenciado pelas guerras e popularização das lagers.
Em 1966 Pierre Celis deu início à sua própria produção de cervejas, fabricando o antigo estilo que tornou famoso o vilarejo de Hoegaarden. Os habitantes locais puderam ter acesso novamente ao estilo original da região, que logo ganhou novos apreciadores.

Tradição e estilo


Tradicionalmente as witbiers são refermentadas na garrafa e produzidas com partes iguais de cevada e trigo. A turbidez gerada, é resultado da presença das proteínas do trigo cru, e as cascas de laranja e semente de coentro são geralmente adicionadas com uma ou duas especiarias secretas escolhidas pelo cervejeiro para dar seu toque à sua cerveja. Muito frequentemente são utilizadas sementes de pimenta malagueta, camomila e pimenta branca, mas aí vai da criatividade do cervejeiro. O importante é garantir no nosso copo refrescância, citricidade e leveza!
beneficios-da-aveia-grão-fases

Há quem acrescente 5 a 10% de aveia não malteada para deixar bem branquinha, traz complexidade e acrescenta uma sensação de boca extra, uma vez que dá um pouco mais de corpo. Alguns artigos americanos, para trazer ainda mais branco, indicam adicionar um pouco de farinha de trigo na fervura, para adicionar uma certa “névoa” de amido.
Como toda cerveja que leva especiarias, é importante pensar no lúpulo que irá usar e dar preferência aos mais suaves de aroma para não competir ou cobrir completamente os aromas da casca de laranja e da semente de coentro. Pois é legal lembrar que as especiarias, a esterificação da levedura e a carbonatação também acentuam o amargor do lúpulo. Portanto, cuidado aí nesse lúpulo de amargor!
Equilíbrio é palavra de ordem para fazer uma boa e refrescante witbier 😉

Se joga na selva! #qmtp


Você quer viver toda essa experiência de cervejas com ervas, flores, madeiras e muita magia? Então não pode deixar de conferir essa edição do Que Malte Pergunte. Em 2020, a edição Tem Cerveja na floresta está imperdível!

Se você é cervejeiro caseiro (bruxa ou mago), pode inscrever sua cerveja para trocar por ingressos:
• Formulário de troca de barris: https://forms.gle/CWJq6h3SN4ZuFNy29
• Formulário de troca de garrafas: https://forms.gle/fbEYxALekVmdi6z58

Mas se você é um(a) elfo (a) em busca de aventuras, tem ingresso para vender neste link maravigold: clique aqui.
Não esquece da fantasia que deixa tudo ainda mais incrível!

Bjs refrescantes cheios de especiarias.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: