Ir para conteúdo

Berliner Weisse: da tradição à polêmica

xwine-spring.jpeg.pagespeed.ic_.-qfIMsE_N8Por Patrícia Sanches

Não é de hoje que as cervejas ácidas estão, literalmente, na boca do povo. Mas a Berliner Weisse tem história com gostinho de novidade. O BJCP (2015) descreve a B. Weisse, basicamente uma cerveja de trigo alemã muito clara, refrescante, de baixo teor alcoólico, com uma acidez láctica (e não funk) limpa e bem carbonatada. Vamos re-conhecer este estilo?

História

De acordo com o site sourbeerblog.com, as primeiras versões da Berliner Weisse foram influenciadas por um estilo da cerveja, onde o cervejeiro criou uma cerveja ácida à base de trigo em 1526. Com o tempo, o estilo evoluiu para uma cerveja de trigo, seca e bem carbonatada. Tanto é que existem registros que apontam que Napoleão Bonaparte mencionava a Berliner Weisse como o “Champagne do Norte”. Outra vertente, publicada pelo site do Beersmith, cita que a cerveja pode ter sido derivada das cervejas Flanders Red e Brown trazidas pelos huguenotes migratórios.

Porém, o estilo que estava “bombando” na Alemanha com intensidade no século 18, perdeu força bruscamente com a chegada das Lager claras. Foi aí que de uns 5 anos para cá, nos EUA, as cervejas ácidas ganharam força (com o movimento homebrew) e desde 2017 temos, no Brasil, uma explosão de Berliner Weisse.

A nova onda ácida no Brasil, foi extremamente impulsionada, a ponto de os sulistas criarem um movimento de valorização das frutas em cervejas ácidas e daí nasceu a Catharina Sour.

A polêmica da Catharina Sour está em ela ser uma Berliner Weisse adicionada de frutas, o que descaracterizaria o estilo original (malte de cevada, trigo, lúpulo e levedura). Já se ela fosse enquadrada como Fruit Beer, não caberia pelo simples motivo de que essa categoria/estilo não aceitar acidez.

Polêmicas à parte, o movimento tomou força no Brasil inteiro a ponto de o BJCP considerar como um possível estilo nas próximas atualizações do guia (atualmente está como estilo provisório).

https_2F2Fcdn.eduk_.com_.br2Fimages2Fcourse2Fimage2F115312F1513274463-19058-0008-8070_cerveja-feita-em-casa-producao-artesanal

Técnicas de produção

Para desenharmos os principais pontos a serem evidenciados nas receitas precisamos saber:

  • Aparência: Cor palha a muito pálida. Limpidez varia entre transparente a um pouco turva. Espuma branca, volumosa e densa, mas com baixíssima retenção. Sempre efervescente.
  • Aroma: Pode apresentar um caráter moderadamente frutado (muitas vezes de limão ou maçã azeda). O frutado pode aumentar com o envelhecimento e pode desenvolver um leve caráter floral. Sem aroma de lúpulo. O trigo pode agregar notas de massa de pão nas versões mais frescas.
  • Sabor: Presença intensa de acidez láctica que promove a salivação. Em segundo plano poderíamos sentir massa de pão, grão ou casca de pão. O amargor de lúpulo é quase inexistente; a acidez promove equilíbrio. Final muito seco.

Para acidificar a Berliner Weisse, três possibilidades são as mais indicadas:

  • Uso de lactobacilos;
  • Usar grãos de malte para usar os lactobacilos presentes na casca;
  • Uso de ácido lático.

Sabendo disso, vamos as receitas:

Receitas

Receita da Agrária – Cervejeiro Alexander Weckl (100L) – adaptada sem fruta

  • Extrato Inicial: 1044
  • Extrato Final: 1010
  • ABV: 4,6%
  • Amargor: 5IBU
  • Cor: 8 EBC

6,8kg (40%) Malte Pilsen Agrária

6,8kg (40%) Malte de Trigo Claro Weyermann

1,7kg (10%) Crisp Trigo pré-gelatinizado

1,7kg (10%) Malte Munich Agrária

  1. Iniciar a mostura em 37°C (manter por 20min)
  2. Subir para 63°C (manter por 30 min)
  3. Subir para 72°C (manter por 20 min)
  4. Encerrar a mostura em 78°C

Kettle Sour

Sugiro o vídeo a seguir para aprendizado da técnica (clique aqui).

  • Clarificar o mosto por 15 min
  • Reduzir a temperatura para 30°C
  • Fazer uma cama de CO² (VER NO VÍDEO SUGERIDO)
  • Inocular o Wildbrew Sour Pitch (10g/hL)
  • Aguardar até pH 3,5 (pode levar mais de 24h)

Fervura e lupulagem

  • Ferver por 45min
  • 15min de fervura adicionar Huell Melon (6,6% a.a) e 2,5IBU (aproximadamente 25g)
  • Após Whirlpool, adicionar Huell Melon (6,6% a.a) e 2,5IBU (aproximadamente 50g)

Fermentação e maturação

  • Usar a levedura Lallemand Munich (80g/hL)
  • Inocular a levedura a 20°C e fermentar a 22°C até o final.
  • Maturação a 7°C por 5 dias e a 0°C por mais duas semanas.

Receita original: (clique aqui).

Para outras receitas de Berliner Weiss confira os sites:

Receitas do site Beersmith: (clique aqui).

Receita do canal Clawhammer Supply: (clique aqui).

Rótulos comerciais

Tradicionais:

  • Berliner Kindl Startseite – Berliner Kindl
  • To Øl LikeWeisse – To Øl

Não-tradicionais:

  • NasSour – Cervejaria Patt Lou (com amoras)
  • Perro Libre Sorachi Berliner – Perro Libre
  • Urbana Bola – Cervejaria Urbana (com goiaba)
  • Dieu du ciel solstice d’eté (Com framboesa)
  • Eviltwin ich bin ein berliner (com maracujá)
  • Lohn Celebration  (evelhecida em carvalho americano 12 meses e refermentada com bruxellensis)

Esta pode ser uma dica pra você fazer uma cerveja temática para o QMTP 2020!
Já conferiu o tema do ano que vem? Clica aqui para saber de tudo!

Então é isso! Beijos lupulados e acidificados (de preferência com frutas, mas pode ser sem também HAHAHAH).

 

 

Patt Sanches Ver tudo

Técnica Cervejeira , Beer Sommelière pela Doemens Akademie/Academia Barbantes, Diretora da ACERVA-PE, Membro da Associação de Cervejarias Artesanais de Pernambuco (APECERVA), Membro da Associação Brasileira de Cervejarias Artesanais de Pernambuco (ABRACERVA), Sócia e responsável técnica da Cervejaria Patt Lou, possui experiência na produção de cerveja artesanal, produz conteúdo para o Canal Casal Patt Lou no Youtube.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: