Ir para conteúdo

Brut IPA: nova tendência cervejeira

❤ Por Patt Sanches

Depois das polêmicas New England IPA (incluída recentemente no BA 2018 na categoria Juicy or Hazy Ale Styles), das MilkShake IPA (IPAS com adição de lactose) e das Catharinas Sours (em luta para reconhecimento no BJCP, ou não rsrs), o novo burburinho está em cima das Brut IPAs, mas o que seria isso?

Para quem não sabe, o estilo Brut, também conhecido por bière de champagne ou bière brut, é uma cerveja extremamente leve, delicada e elegante, de baixo amargor, que utiliza o método champenoise* para auxiliar na alta carbonatação e sensação frisante, além de conferir complexidade aromática (devido aos ésteres e aos fenóis principalmente) e contribuir para a remoção quase que completa das leveduras residuais, conferindo uma cerveja limpa, brilhante e transparente.

O serviço dela é feito em taça flute ou flauta (uma taça esguia de boca e corpo estreitos a fim de evitar a rápida dispersão da carbonatação) e o resultado é um perlage** perfeito. Costumo dizer que a sensação é de beber estrelas! ❤ #soudessas

*Champenoise = já falamos um pouco do processo de produção de algumas bruts aqui no blog. Apesar de ser um post antigo, recomendamos a leitura antes de prosseguir (clique aqui).
**Perlage = mini bolhas ou “pérolas”, oriundas da carbonatação (natural ou forçada), que se desprendem dinamicamente do líquido; muito comum em cervejas do tipo brut e em espumantes.

Bière brut Lust Fonte: Blog Cervejas Artesanais do Brasil

 

Bière brut Wals Fonte: Divulgação Wals

Não há descrição do estilo em nenhum dos guias de estilos mais comuns entre os cervejeiros (o do BJCP e o da Brewer’s Association). Porém, o estilo que chega mais próximo no BJCP, seria o 25c (Belgian golden strong ale), descrita como:

Belgian Golden Strong Ale: “(…)uma ale de estilo belga, complexa, efervescente, e forte, altamente atenuada; com características de notas frutadas (…) com preferência aos compostos fenólicos. Com sensação de boca frizante, altamente carbonatada; efervescente” (BJCP 2015).

Mas e as Brut IPAs?

Um Brut IPA da Magnolia Brewing. Fonte: timesunion.com

Bom, a primeira descrição que temos registro, veio da Cervejaria São Franscisco (SIC). Onde o cervejeiro, que sempre utilizava enzimas extras (para decompor quaisquer açúcares residuais do processo de mosturação) para tornar suas Stouts e Porters de corpo leve, sem diminuir o potencial alcoolico, se perguntou: “Que resultado daria se eu utilizasse a enzima numa cerveja mais acessível como uma IPA e de corpo leve, feita com maltes extremamente leves, podendo fazer uso de arroz em flocos ou milho para este fim?”.

 

Explicando rapidamente a questão da enzima:  a cevada passa pelo processo de malteação para ativar algumas enzimas no grão (isso já sabemos). Então quando adicionamos água ao malte, em temperaturas ótimas para a reativação dessas enzimas, elas trabalham transformando o amido em açúcar. Essas enzimas também quebram os açúcares complexos em açúcares mais simples, resultando em bastante açúcar para as leveduras consumirem mais facilmente e converter em álcool e CO2. Para um Brut IPA são adicionadas amilases extras para quebrar ainda mais os açúcares complexos residuais em açúcares simples,  e em seguida a levedura (com a digestão facilitada), faz seu serviço tornando a cerveja mais alcoólica e mais leve ainda.

As Brut IPAs são cervejas de cor clara, um corpo levíssimo, com final seco e consequentemente refrescante, com intensos e elegantes aromas de lúpulo frutados e florais (flores brancas principalmente) conferindo delicadeza. No mundo das IPAs, as brut IPAS basicamente soam como Session IPAs, porém, com o teor elevado de álcool de um IPA comum. Entende?

Também conhecidas como Hop Champagne, especula-se que a técnica permite que possamos admirar as nuances do lúpulo de forma única, uma vez que não há dulçor residual para confundir o paladar, já que o perfil do malte é muito baixo ou nulo.  É totalmente o oposto da proposta da melhor cerveja de todos os tempo da última semana, as New Englands rsrs.

Devido a este meu momento de maternidade, não estou fazendo uso de bebidas alcoólicas, e comprar uma Brut IPA para apenas degustar 1/8 de taça e descartar, seria um sacrilégio, não é mesmo? Então vou ficar devendo, mas a boa da semana é que a Cervejaria pernambucana Ekäut está produzindo uma Brut IPA de forma colaborativa com as cervejarias @5elementoscervejaria  @cervejariaraffe @caatingarocks @mindubier.

Então, em breve, teremos uma Brut da nossa terrinha para degustar! ❤  É legal ver isto acontecer, pois apesar de ser uma cerveja comercialmente cara devido as técnicas refinadas e uso de enzimas que não são nada baratas, esperamos que o “estilo” consiga atingir uma certa popularização no meio cervejeiro e nas prateleiras, afim de que seja incluída nos guias de apoio a cervejeiros caseiros (para a produção das mesmas) e sommeliers (para auxiliar na conceituação e serviço).

Soube que uma cervejaria americana está tentando expandir a técnica para uma uma base de pilsen, criando uma Extra Brut Pilsen, para evidenciar ainda mais a característica de limpa e extremamente leve, mas isso já assunto para outro post! kkkkk

Se a moda pega pelas bandas de cá, já já teremos uma nova candidata para a “bebida que pisca” nas baladas cervejeiras! 😀

Então é isso pessoal! Beijos extremamente carbonatados e lupulados!

Patt Sanches Ver tudo

Técnica Cervejeira , Beer Sommelière pela Doemens Akademie/Academia Barbantes, Diretora da ACERVA-PE, Membro da Associação de Cervejarias Artesanais de Pernambuco (APECERVA), Membro da Associação Brasileira de Cervejarias Artesanais de Pernambuco (ABRACERVA), Sócia e responsável técnica da Cervejaria Patt Lou, possui experiência na produção de cerveja artesanal, produz conteúdo para o Canal Casal Patt Lou no Youtube.

2 comentários em “Brut IPA: nova tendência cervejeira Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: